(11-02-20) 016-2020

11/02/2020 16:14
Dispõe sobre Transferências de Atletas
 
A Coordenação do Banco de Dados no uso das atribuições que lhe foram conferidas pela CBTM, de acordo como Artigo 34 do Estatuto desta Entidade,  cumprimento das normas legais, ratifica as seguintes transferências:
 
1 - BRUNO MENDONÇA DA CUNHA REBOUÇAS  da ASSOCIAÇÃO TERESINENSE DE TÊNIS DE MESA - PI para a AABB SÃO LUÍS - MA,  filiado a Federação Maranhense de Tênis de Mesa - MA, atribuindo-lhe condições de jogo após a publicação e regularização junto a Federação de destino. 
Valor pago: R$ 200,00 -  31 de Janeiro de 2020.
 
2 - KATHERINE FERREIRA  da ASSOCIAÇÃO SÃO BENTO DO SUL DE T.M. - SC para a SOC. ESP. RECREATIA E CULT. SANTA MARIA - SP,  filiado a Federação de Tênis de Mesa do Estado de São Paulo - SP, atribuindo-lhe condições de jogo após a publicação e regularização junto a Federação de destino. 
Valor pago: R$ 200,00 -  11 de Fevereiro de 2020.
 
 
3 - WANESSA JIAXIN SU WU  do Clube Madureira Esporte Clube - RJ para a SOC. ESP. RECREATIA E CULT. SANTA MARIA - SP,  filiado a Federação de Tênis de Mesa do Estado de São Paulo - SP, atribuindo-lhe condições de jogo após a publicação e regularização junto a Federação de destino. 
Valor pago: R$ 600,00 -  11 de Fevereiro de 2020.
 
4 - LIVIA DE SOUZA LIMA  do Clube Sogipa Porto Alegre - RS para a SOC. ESP. RECREATIA E CULT. SANTA MARIA - SP,  filiado a Federação de Tênis de Mesa do Estado de São Paulo - SP, atribuindo-lhe condições de jogo após a publicação e regularização junto a Federação de destino. 
Valor pago: R$ 1.200,00 -  11 de Fevereiro de 2020.
 
5 - RICARDO HIDEKI NONAKA  do Associação Atlética Cultural Copagril-PR para a Assoc. dos Mesatenistas de Florianopolis - SC,  filiado a Federação Catarinense de Tênis de Mesa - SC, atribuindo-lhe condições de jogo após a publicação e regularização junto a Federação de destino. 
Valor pago: R$ 200,00 -  08 de Fevereiro de 2020.
 
5 - EDUARDO VASCONCELLOS CONCEIÇÃO  do Clube de Campo de Piracicada-CCP-SP- RS para o Clube Náutico de Volta Redonda-RJ,  filiado a Federação de Tênis de Mesa do Estado do Rio de Janeiro-RJ, atribuindo-lhe condições de jogo após a publicação e regularização junto a Federação de destino. 
Valor pago: Isento - Atleta há mais de 5 anos sem participar de eventos oficiais.
 
 
 
Este dispositivo passa a vigorar na data de sua publicação.

 

A Confederação Brasileira de Tênis de Mesa conta com recursos da Lei Agnelo/Piva (Comitê Olímpico do Brasil e Comitê Paraolímpico Brasileiro) - Ministério da Cidadania - Secretaria Especial do Esporte.