(16-11-2017) 126-B-2017

16/11/2017 07:56
Dispõe sobre informações acerca da Copa Tango XV – Paralímpica – inscritos brasileiros, participantes, formação de equipes e outros assuntos
 
A Liderança de Seleções Paralímpicas, no uso das atribuições que lhe foram conferidas pela Confederação Brasileira de Tênis de Mesa – CBTM, de acordo com o disposto no Art. 4º, alínea "c", após validação da Gerência Geral de Operações, informa a lista de atletas brasileiros inscritos para a Copa Tango XV, a ser realizada nos dias 20 a 24 de novembro de 2017, na cidade de Buenos Aires, Argentina, assim como outros assuntos listados abaixo:
 
Nome
classe
ID VIRTUAL
PONTOS RANKING IPTTC*
PONTOS RANKING CBTM*
Alexandre Hideki Kavazoi
5
ALEXANDREKAVAZOI
0
1640
Alexandre Macieira Ank
4
ALEXANDREANK
942
2460
Alexandre Pereira Alfon
10
ALEXANDREALFON2
997
920
Aline Meneses Ferreira
7
ALINEFERREIRA
0
800
Aloisio Alves de Lima Junior
1
ALOISIOLIMA
(676)
1820
Basilio Fernando Pereira de Oliveira
10
BASILIOOLIVEIRA
1075
0
Carla Maia Limp de Azevedo
2
CARLAAZEVEDO
(801)
840
Carlos Alberto Carbinatti Junior
10
CARLOSCARBINATTI
(1493)
820
Chang Ya Ming Chiang Chung Yuen
5
CHIANGMING
(719)
820
Conrado Contessi
1
CONRADOCONTESSI
(505)
1840
David Andrade de Freitas
3
DAVIDFREITAS1
(1014)
840
Diego Moreira
9
DIEGOMOREIRA
1400
1300
Ecildo Lopes de Oliveira
4
ECILDOOLIVEIRA
831
920
Elem Alves da Silva
8
ELEMSILVA
898
2660
Eric Dal Sasso Reis
10
ERICREIS2
0
300
Erick Keiji Higa
9
ERICKHIGA
(1145)
700
Fabiula da Silva Pinto**
2
FABIULASILVA
0
1020
Felipe Figueiredo Formentin
7
FELIPEFORMENTIN
(811)
0
Flavio Alberto Conceição Seixas
9
FLAVIOSEIXAS
1050
1200
Francisco Wellington De Melo
8
FRANCISCOMELO2
(1103)
1520
Gerson Hintz
5
GERSONHINTZ1
0
700
Goutier Dos Santos Rodrigues
6
GOUTIERRODRIGUES
0
1910
Guilherme Marcião Costa
2
GUILHERMECOSTA4
948
1820
Guilherme Riggio Ifanger
9
GUILHERMEIFANGER
1014
820
Iranildo Conceição Espíndola
2
IRANILDOESPINDOLA
962
1320
Ivanildo Pessoa de Freitas
4
IVANILDOFREITAS
812
880
Jean Carlos de Oliveira Padilha
3
JEANPADILHA
721
800
Joao Fernando Nascimento Junior
8
JOAONASCIMENTO
(944)
820
Juliana Cristina Ferreira da Silva
2
JULIANAFERREIRA
0
1320
Lacordaire Viana de Menezes Segundo
2
LACORDAIREMENEZES
(525)
900
Leoncio Jose do Patrocinio Filho
4
LEONCIOPATROCINIO
0
620
Lucas dos Santos Carvalho
10
LUCASCARVALHO4
1118
2160
Luiz Filipe Guarnieri Manara
8
LUIZMANARA
(1247)
1620
Luiz Henrique Medina
6
LUIZMEDINA1
898
1860
Maria Luiza Pereira Passos
5
MARIAPASSOS
951
1820
Mario Luis Costa Ribeiro
9
MARIORIBEIRO
1052
0
Marliane Amaral Santos
3
MARLIANESANTOS
0
1520
Nilson Da Silva Oliveira
8
NILSONOLIVEIRA
1076
620
Paulo Sergio Salmin Filho
7
PAULOSALMIN
1354
1000
Reginaldo Caldeira Gomes
9
REGINALDOGOMES
(894)
720
Renato Saletti Santos
5
RENATOSANTOS1
643
1240
Simone Cordeiro Vieira
7
SIMONEVIEIRA
(838)
1040
Soraia Alvarenga
5
SORAIAALVARENGA
(615)
0
Thais Fraga Severo
3
THAISSEVERO
1029
2340
 
* Os pontos listados são do ranking internacional de novembro de 2017 (pontos entre parênteses é estimativa de pontos para atletas fora do ranking internacional) e do ranking nacional de 2017.
** Inscrita, mas cancelou presença no torneio.
 
Foi definido como representante do Brasil para o congresso técnico e relação entre os participantes brasileiros e os organizadores do evento o atleta Ecildo Lopes de Oliveira.
 
O regulamento da ITTF determina algumas diretrizes para a formação de equipes em torneios internacionais, sendo alguns deles destacados abaixo:
  1. As equipes são formadas por dois ou três atletas;
  2. Em uma disputa por equipes (de uma classe ou combinação de classes), só podem ter até duas equipes compostas por atletas de um mesmo país;
  3. Caso tenham somente dois atletas de um mesmo país em uma disputa de equipes, estes obrigatoriamente formarão uma equipe.
  4. Caso tenham três atletas de um mesmo país em uma disputa de equipes, pode ser feita uma equipe de três atletas, ou o atleta de pior ranking internacional formará equipe com atleta de outra classe;
  5. Caso tenham quatro atletas de um mesmo país em uma disputa de equipes, poderá ser formada uma equipe de três atletas, e o pior ranqueado formará equipe com atleta de outro país; ou formar duas equipes de dois atletas, ficando ao critério da federação nacional definir a formação das equipes;
  6. O padrão se segue para disputas com 5 ou mais atletas brasileiros em uma mesma disputa: somente o(s) atleta(s) com pior ranking internacional dentro de uma mesma classe (ou junção de classes) que poderá(ão) ficar de fora de uma equipe 100% brasileira, fazendo equipe com atletas de outros países;
  7. Um atleta não pode disputar uma competição de classes por uma classe acima da sua, caso sua classe tenha a disputa (por exemplo: um atleta classe 7 não pode disputar a classe 8 ou 9, caso tenha uma disputa da classe 7 ou 6-7), EXCETO se for o pior ranqueado de sua classe, e forme uma nova equipe na classe superior.
  8. Mesmo que um atleta não figure no ranking internacional atual, se o mesmo já tiver pontos de outros anos, o mesmo retornará ao ranking internacional após a competição com desconto de 5% dos pontos por cada 12 meses de inatividade. Atletas que tiveram seu último torneio o Aberto do Chile 2015, foram descontados 5% e novamente 5% (já que a Copa Tango acontecerá em mais de 24 meses deste torneio);
Além das justificativas acima, a Liderança de Seleções definiu critérios complementares para a formação de equipes para a Copa Tango, visto que este evento é válido para pleito de bolsa atleta:
  1. Quando houver empate entre os atletas com menor ranking internacional (atletas com zero pontos, ou atletas novos no circuito internacional), o ranqueamento será feito de acordo com a pontuação no ranking nacional CBTM 2017 (pontos na classe). Ver na tabela de inscritos a pontuação de cada atleta.
  2. Ao montar as duas equipes brasileiras dentro de uma mesma classe, a formação usará o formato snake: 1º, 4º e 5º (se tiver), e 2º, 3º e 6º (se tiver), usando primeiramente a pontuação internacional, e em caso de empate, a pontuação nacional, EXCETO na classe 1-2 masculina, na qual os atletas da Seleção Brasileira formarão equipe juntos.
  3. A escolha dentro de uma equipe para saber quem jogará as partidas de duplas e individuais será definida por consenso dentro da própria equipe. Caso a equipe não entre em consenso, o atleta de maior rating internacional definirá a questão.
De acordo com a lista de participantes do torneio, as equipes a serem formadas para a respectiva disputa serão:
 
Feminino classes 2-5 (7 brasileiros, 11 total):
Equipe
Atletas
Brasil 1
Thais Severo, Soraia Alvarenga, Marliane Santos
Brasil 2
Maria Luiza Passos, Carla Maia Azevedo, Juliana Santos
 
Feminino classes 6-10 (2 brasileiros, 4 total): não haverá disputa de equipes, por número insuficiente de atletas
 
Masculino classe 1-2 (5 brasileiros, 10 atletas):
Equipe
Atletas
Brasil 1
Iranildo Espindola, Guilherme Costa
Brasil 2
Aloisio Lima, Lacordaire Segundo
A formar equipe com outro país ou ingressar Brasil 2
Conrado Contessi
 
Masculino classe 3 (2 brasileiros, 10 atletas): David Freitas e Jean Padilha
Masculino classe 4-5 (8 brasileiros, 15 atletas):
Equipe
Atletas
Brasil 1
Alexandre Ank, Chiang Ming, Renato Santos
Brasil 2
Ecildo Oliveira, Ivanildo Freitas, Alexandre Kavazoi
A formar equipe com atletas de outros países (não podem formar equipe entre si)
Leoncio Patrocínio, Gerson Hintz
 
Masculino classe 6-7 (4 brasileiros, 10 atletas):
Equipe
Atletas
Brasil 1
Paulo Salmin, Goutier Rodrigues
Brasil 2
Luiz Henrique Medina, Felipe Formentin
 
Masculino classe 8 (4 brasileiros, 10 atletas):
Equipe
Atletas
Brasil 1
Luiz Filipe Manara, João Nascimento
Brasil 2
Francisco Melo, Nilson Oliveira
 
Masculino classe 9* (6 brasileiros, 7 atletas)
Equipe
Atletas
Brasil 1
Diego Moreira, Flavio Seixas, Guilherme Ifanger
Brasil 2
Erick Higa, Mario Ribeiro
Atleta para formar equipe com atleta de outro país
Reginaldo Caldeira
 
Masculino classe 10* (5 brasileiros, 6 atletas)
Equipe
Atletas
Brasil 1
Carlos Carbinatti, Alexandre Alfon
Brasil 2
Lucas Carvalho, Basilio Oliveira
Atleta para formar equipe com atleta de outro país
Eric Dal Sasso
 
Masculino classe 9-10* (11 brasileiros, 13 atletas)
Equipe
Atletas
Brasil 1
Carlos Carbinatti, Lucas Carvalho, Basilio Oliveira
Brasil 2
Diego Moreira, Erick Higa, Mario Ribeiro
Atleta para formar equipe com atletas de outro país (sem poder formar equipes entre si)
Flavio Seixas, Guilherme Ifanger, Alexandre Alfon
Atletas que não disputarão o torneio de equipes
Eric Dal Sasso, Reginaldo Caldeira
 
Obs: dois atletas ainda buscarão classificação funcional (Equador e Guatemala), podendo alterar a forma de disputa.
Obs2: Formação depende das equipes formadas pelos outros países.
Este dispositivo passa a vigorar na data de sua publicação.