Bruna Alexandre

14/06/2019 04:02

Dados Pessoais
Nome Completo: Bruna Costa Alexandre
Classe: 10

Ranking: 2º
Sexo: feminino
Data de Nascimento: 29/03/1995
Local de Nascimento: Criciúma-SC
Altura (cm): 163
Peso (kg): 70

Facebook: https://www.facebook.com/bruninha.alexandre

Instagram: @bruninha_alexandre

Informações adicionais
Residência atual (cidade): São Caetano do Sul-SP
Ocupação: estudante, atleta
Conhecimento de línguas: espanhol, inglês

Informações específicas esportiva:
Quando e onde começar a praticar seu esporte?
Em 2004, ao visitar o irmão em um treino de tênis de mesa, o técnico Alexandre Ghizi a convidou.

Por que você escolheu esse esporte?
Muito raciocínio e estratégia.

Detalhes da Associação ou Clube - Nome, Cidade, Estado / Província, País:
Associação de Tênis de Mesa de São Caetano do Sul - SP

Treinadores atual (nome, país e ano de início dos trabalhos):
Lincon Yasuda, Francisco Arado, Kazu Kusuoka

Escreva sobre sua rotina de treinamento:
De segunda a sexta treino na mesa em dois períodos, um período no final de semana

Técnica preferida / estilo / Posição:
Clássico ofensivo / canhota

Estréia Internacional

Aberto do Brasil, em Brasília-DF, em 2009.

Participação em Jogos Paralímpicos
Jogos Paralímpicos de Londres 2012 e Rio de Janeiro 2016.

Interesse Geral

Apelido
Bruninha
Hobbies:
Passear com meus cachorros, ver filmes em casa e no cinema, piscina, squash, futebol, skate
Momento esportivo memorável
Ao ganhar a primeira medalha internacional, nos Jogos Parapanamericanos de Jovens, em Bogotá, Colômbia, em 2009.
Pessoa que mais tem influenciado a sua carreira?
O ex-técnico Alexandre Ghizi
Ídolos esportivos.
A mesatenista polonesa Natalia Partyka (classe 10), top-100 no ranking olímpico da ITTF.
Rival / Forte concorrência?
Natalia Partyka.
Situações Curiosas no esporte.
Nunca havia imaginado que iria evoluir e crescer tanto na carreira.
Lema ou filosofia no esporte:
“Nunca desista dos seus sonhos”
Quais são as suas ambições durante e após sua carreira?
Buscar uma final no Campeonato Mundial de Tênis de Mesa em 2018, chegar na final em Tóquio 2020, Emagrecer, Ser a número 1 Ranking Mundial 
 

Resumo:

Devido a uma trombose (coágulo de vaso sanguíneo) a uma vacina que tomou quando tinha apenas três meses de idade, a atleta Bruna Alexandre teve o braço direito amputado. Porém isso não a impediu de ter uma carreira meteórica, indo participar dos Jogos Paralímpicos de Londres antes mesmo de completar 18 anos. Nos Jogos Paralímpicos do Rio de Janeiro 2016, conquistou duas medalhas de  bronze: no individual classe 10 feminina, e por equipes classes 06-10 feminina, juntamente com Danielle Rauen e Jennyfer Parinos. Foi também campeã mundial por equipes em 2017, na Eslováquia.