Aberto da Romênia: Brasileiros estão a uma vitória de garantir medalha no individual

23/06/2016 20:13
Iranildo Espíndola, Guilherme Costa, Israel Stroh e Paulo Salmin estão nas quartas de final; Catia Oliveira só precisa vencer mais uma partida para ir ao pódio
 
Da redação, no Rio de Janeiro (RJ) - 23/6/2016
 
Cinco brasileiros fizeram grandes estreias no Aberto da Romênia, fator 20 do Circuito Mundial 2016 paralímpico, e estão apenas a uma vitória de faturar medalha nas disputas individuais. Nesta quinta-feira (23), Iranildo Espíndola (15º colocado no ranking mundial da Classe 2), Guilherme Costa (19º), Israel Stroh (12º da 7) e Paulo Salmin (13º) avançaram para as quartas de final de suas respectivas classes, enquanto Catia Oliveira (7ª da 2), que está em um grupo único, precisa vencer seu último jogo para garantir no mínimo a terceira colocação.
 
Na Classe 2, Iranildo terminou a fase de grupos invicto. Pelo grupo C, o primeiro bateu o grego Christos Stamou (41º da 2) por 3 a 0 (11/6, 11/8 e 11/6), o tailandês Natthawut Thinathet (59º) por 3 a 1 (8/11, 11/8, 11/6 e 11/9) e o ucraniano Roman Gulyk por W.O. e terminou na liderança. 
 
No grupo C da Classe 2, Guilherme derrotou  o israelita Alon Nigri por 3 a 0 (11/3, 12/10 e 12/10) e o bielorrusso Andrei Mantula pelo mesmo placar com parciais de 11/8, 11/6 e 11/6. Apesar de ter sido batido pelo eslovaco Martin Ludrovsky (11º) por 3 a 1 (12/10, 11/4, 9/11 e 11/6), o brasileiro se classificou ao ter ficado em segundo.
 
Israel e Paulo foram imbatíveis na fase de grupos da Classe 7. O primeiro conseguiu a liderança do grupo C ao bater o romeno Victor Doana (50º) por 3 a 0 (11/6, 11/2 e 11/6) e o suíço Michael Faessler por 3 a 0 (11/2, 11/6 e 11/1). Já o segundo terminou como líder do grupo D ao superar o holandês Jacobus  Meiland (46º) por 3 a 0 (11/4, 11/4 e 11/3), o polonês Wojciech Wlazlo por 3 a 1 (9/11, 11/4, 11/9 e 11/1) e o romeno Nicusor Cojocaru por 3 a 0 (11/5, 11/3 e 11/7). 
 
Pela Classe 2, Catia Oliveira só precisa de mais uma vitória para ficar ao menos com o bronze. Em grupo único, a atleta venceu a italiana Giada Rossi (4ª) por 3 a 1 (11/7, 11/8, 10/12 e 14/12) e a tailandesa Chilchitraryak Bootwansirina (5ª) por 3 a 2 (4/11, 11/13, 11/8, 11/7 e 12/10). A brasileira ainda foi superada pela russa Nadejda Pushpasheva (3ª) por 3 a 0, parciais de 11/4, 11/9 e 12/10.
 
Para o técnico da seleção paralímpica José Ricardo Rizzone, Cátia surpreendeu pelos resultados por ter ficado muito tempo parada após ter feito uma cirurgia no ombro.
 
"A Cátia teve um rendimento surpreendente, já que não vinha jogando em alto nível desde o Parapan, pois teve de parar para realizar uma cirugia no ombro e está se comportando muito bem em um evento forte", elogiou o treinador.
 
Os brasileiros voltam à mesa nesta sexta-feira (23) em busca do pódio. Pelas quartas de final da Classe 2, Guilherme enfrenta o grego Christos às 3h30 (horário de Brasília) e Iranildo encara o israelita Chen Barukh (47º da 2)no mesmo horário. Pela Classe 7, Israel pega o ucraniano Viktor Karp (25º da 7) e Paulo enfrenta o polonês Michal Deigsler (23º da 7) ambos às 3h30. Já Catia enfrenta Ana Prvulovic (14º da 2), da Sérvia, às 4h10.
 

A Confederação Brasileira de Tênis de Mesa conta com recursos da Lei Agnelo/Piva (Comitê Olímpico do Brasil e Comitê Paralímpico Brasileiro) – Lei de Incentivo Fiscal e Governo Federal – Ministério do Esporte.

Siga a CBTM nas redes sociais: 

FACEBOOK: www.facebook.com/cbtenisdemesa
TWITTER: www.twitter.com/cbtm_tm
INSTAGRAM: @cbtenisdemesa

iDigo | Assessoria de comunicação CBTM
imprensa@cbtm.org.br