Aberto do Brasil: Hugo Calderano bate indiano e fica com o ouro no individual

07/05/2017 14:16

Brasileiro também conquistou o título nas duplas, ao lado de Gustavo Tsuboi

Alexandre Araújo e José Augusto Assis, em São Paulo (SP) - 07/05/2017

Foto: Christian Martinez / RGB Studios / CBTM

O ouro vai ficar em casa! Na final do Aberto do Brasil - etapa Challenge da Federação Internacional de Tênis de Mesa (ITTF), Hugo Calderano (25º do ranking mundial) bateu o indiano Amalraj Anthony (147º) por 4 sets a 1 (14/12; 9/11; 11/7; 11/7 e 11/5) e sagrou-se o campeão do individual masculino. Foi o segundo título do brasileiro neste Aberto, uma vez que também chegou ao lugar mais alto do pódio no torneio de duplas, ao lado de Gustavo Tsuboi.
 
Calderano chegou ao Brasil para disputar a primeira etapa do circuito mundial da ITTF após uma lesão muscular na perna direita, que ele sentiu no começo de fevereiro e foi o motivo de, à época, ficar fora do Aberto do Catar.
 
"Foi um grande desafio. Estou voltando de lesão e tive um jogo muito difícil logo na primeira rodada (contra o eslovaco Thomas Keinath). Fui crescendo na competição e consegui apresentar meu melhor nível na decisão", salientou ele, fazendo uma análise da final:
 
"Ele (Amalraj Anthony) gosta de um jogo bem rápido, então, não podia ficar só trocando bola com ele. Tinha que colocar muita pressão nas primeiras bolas. Ele fica bem próximo da mesa, então, se eu me afastasse, ele já me mataria. Tive que me concentrar bastante no saque e recepção e também nas primeiras bolas
".
 
Na estreia no Aberto do Brasil, Hugo encarou Thomas Keinath e venceu por 4 sets a 3. Depois, teve pela frente o francês Andrea Landrieu, de quem venceu por 4 sets a 2. Na semifinal, um encontro de brasileiros e melhor para Calderano sobre Tsuboi por 4 sets a 1. 
 
O brasileiro, no fim deste mês, disputará o Mundial individual e de duplas, que acontecerá na Alemanha, sendo um dos cabeças de chave do torneio. A competição contará também com Gustavo Tsuboi, Cazuo Matsumoto, Vitor Ishyi, Eric Jouti, Bruna Takahashi, Caroline Kumahara e Lin Gui.
 
Em fevereiro, Calderano chegou à 17ª colocação do ranking da federação internacional. 
 
A Confederação Brasileira de Tênis de Mesa conta com recursos da Lei Agnelo/Piva (Comitê Olímpico do Brasil e Comitê Paralímpico Brasileiro) – Lei de Incentivo Fiscal e Governo Federal – Ministério do Esporte.
 

Siga a CBTM nas redes sociais:

FACEBOOK: www.facebook.com/cbtenisdemesa
TWITTER: www.twitter.com/cbtm_tm
INSTAGRAM: @cbtenisdemesa

iDigo | Assessoria de comunicação CBTM
imprensa@cbtm.org.br