Aberto do Brasil: Técnicos da seleção elogiam atuações dos brasileiros na competição

10/05/2017 10:03

Jean-René Mounie e Hugo Hoyama também ressaltam importância do campeonato na preparação para o Mundial

Alexandre Araújo e José Augusto Assis, no Rio de Janeiro (RJ) - 10/05/2017

Fotos: Christian Martinez / RGB Studios / CBTM

O balanço da participação brasileira no Aberto do Brasil - etapa Challenge do Circuito Mundial da Federação Internacional de Tênis de Mesa (ITTF) foi positivo na visão dos treinadores Jean-René Mounie e Hugo Hoyama. Os técnicos elogiaram a participação dos atletas da seleção e, para eles, os resultados servem de motivação para o Campeonato Mundial Individual e de Duplas, que será realizado em Düsseldorf, na Alemanha, entre 29 de maio e 5 de junho.
 
Dentre os brasileiros, Hugo Calderano conquistou um ouro no torneio individual e outro no de duplas ao lado de Gustavo Tsuboi. Entre as mulheres, Bruna Takahashi foi a campeã do torneio de simples sub-21 e, ao lado de Lin Gui, foi prata nas duplas. 
 
Jean-René salientou que Hugo Calderano fez uma grande campanha depois de se recuperar de uma lesão muscular e, além disso, destacou o psicológico do brasileiro por saber administrar bem a pressão de jogar em casa.
 
"O resultado foi ótimo. O Hugo se lesionou em fevereiro, estava fora há quase dois meses e, aqui no Brasil, a expectativa sobre ele é muito grande, estou impressionado como ele sabe administrar bem essa pressão", disse o francês, que complementou: 
 
"Durante a competição, o nível de jogo dele foi crescendo, ele jogou bem melhor no último dia do que no primeiro. Ele está no caminho certo! Agora, vamos usar o tempo que temos para prepará-lo para o Mundial".
 
O treinador ainda lembrou das grandes campanhas que Hugo e Gustavo Tsuboi fizeram nos últimos torneios de duplas que a parceria disputou e já projetou o Mundial.
 
"Desde os Jogos Olímpicos, cada vez que eles jogaram campeonatos internacionais, eles sempre vêm chegando à final, na Suécia, na Hungria e, agora, aqui. Vamos para o Mundial com expectativas altas", destacou.
 
Hugo Hoyama, treinador da seleção feminina, acredita que chegar a uma decisão de um torneio internacional (como fizeram Bruna e Lin nas duplas) serve de motivação para o restante da temporada.
 
"Foi bom. Eu esperava uma delas na final pelo menos, independente das adversárias. A Lin Gui teve boas chances na semifinal, mas o importante é que ela e a Bruna chegaram na final das duplas. Qualquer torneio internacional que você chega a uma final é uma motivação, mostra o seu trabalho", afirmou o técnico, que completou:
 
"É bom para tirar lições do Aberto também. Esse ano vai ser muito corrido, vamos ter a Copa Pan-Americana e, depois, o Campeonato Pan-Americano. Então, foi importante para essa preparação. Vai ter também o Mundial no final do mês, individual e duplas, lá a Bruna e a Lin estarão mais entrosadas, quem sabe elas não consigam trazer um bom resultado da Alemanha".
 
A Confederação Brasileira de Tênis de Mesa conta com recursos da Lei Agnelo/Piva (Comitê Olímpico do Brasil e Comitê Paralímpico Brasileiro) – Lei de Incentivo Fiscal e Governo Federal – Ministério do Esporte.
 

Siga a CBTM nas redes sociais:

FACEBOOK: www.facebook.com/cbtenisdemesa
TWITTER: www.twitter.com/cbtm_tm
INSTAGRAM: @cbtenisdemesa

iDigo | Assessoria de comunicação CBTM
imprensa@cbtm.org.br