Aberto Infantil/Juvenil do Paraguai: Brasil conquista dois ouros e uma prata na disputa por equipes

25/03/2017 11:36

Carlos Ishida e Eduardo Tomoike ficaram com o ouro no Juvenil masculino, enquanto Livia Lima levou no Juvenil feminino

Da redação, no Rio de Janeiro (RJ) - 25/03/2017

Foto: Rémy Gros/ITTF

O Brasil conquistou dois ouros nas disputas por equipes no Aberto Infantil/Juvenil do Paraguai. No Juvenil masculino, em final verde e amarela, o Brasil B, formado por Carlos Ishida e Eduardo Tomoike, derrotou o Brasil A, que contava com Siddharta Almeida e Luiz Anjos, por 3 jogos a 1. Já Livia Lima, que atuou ao lado da canadense Isabelle Xiong, chegou ao lugar mais alto do pódio no Juvenil feminino após bater o Paraguai A por 3 a 1.

No infantil feminino, a equipe formada por Giulia Takahashi e Beatriz Kimoto acabou derrotada pelo Chile A por 3 a 1, ficando com a prata.

Na decisão do Juvenil masculino, o primeiro confronto foi entre Eduardo Tomoike e Luiz Anjos, com vitória para o segundo por 3 sets a 2 (11/6; 9/11; 11/8; 8/11 e 11/7). Depois, Carlos Ishida bateu Siddharta Almeida por 3 a 0 (11/6; 14/12; 11/9). Nas duplas, melhor para o Brasil B, que triunfou por 3 a 0 (11/8; 11/9 e 11/9). Na quarta partida, Tomoike bateu Siddharta por 3 a 0 (11/6; 11/5 e 11/6).

Assim, o Brasil B acabou ficando com a medalha de ouro, enquanto o Brasil A com a prata.

No Juvenil feminino, a brasileira Livia Lima foi a primeira a ir à mesa contra o Paraguai A, derrotando Cielo Mutti, sem grandes dificuldades, por 3 a 1 (11/3; 11/5 e 11/9). Já a canadense Isabelle Xiong acabou derrotada por Leyla Gomez por 3 a 1 (3/11; 11/8 e 11/9). Nas duplas, a equipe Brasil/Canadá conseguiu um 3 a 2 a favor (11/8; 6/11; 11/8; 8/11 e 11/8), fazendo com que Livia assegurasse o ouro ao bater Leyla Gomez por 3 a 1 (6/11; 13/11; 11/9 e 11/8).

A dupla brasileira do Infantil feminino come bem na briga pelo lugar mais alto do pódio, com uma vitória de Giulia Takahashi sobre Macarena Montecino (11/8; 11/1 e 11/8). Porém, no segundo jogo, Valentina Rios bateu Beatriz Kimoto por 3 a 0 (11/8; 11/9 e 11/7). Em duleo equilibrado entre as duplas, o Chile A conquistou o resultado positivo ao bater o Brasil por 3 a 2 (11/7; 11/7; 5/11; 6/11 e 11/9). No quarto confronto, Giulia Takahashi perdeu para Valentina Rios por 3 a 1 (11/5; 7/11; 11/6 e 11/7).

Os brasileiros ainda vão lutar por medalha nos torneios individuais, que começam neste sábado (25).

A Confederação Brasileira de Tênis de Mesa conta com recursos da Lei Agnelo/Piva (Comitê Olímpico do Brasil e Comitê Paralímpico Brasileiro) – Lei de Incentivo Fiscal e Governo Federal – Ministério do Esporte.
 

Siga a CBTM nas redes sociais:

FACEBOOK: www.facebook.com/cbtenisdemesa
TWITTER: www.twitter.com/cbtm_tm
INSTAGRAM: @cbtenisdemesa

iDigo | Assessoria de comunicação CBTM

imprensa@cbtm.org.br