Aberto Infantil/Juvenil do Paraguai: Seleção garante quatro times em finais no torneio por equipes

24/03/2017 19:11
Kenzo Carmo e Daniel Godoi chegam à semifinal, mas acabam superados e ficam com o bronze no infantil masculino
 
Da redação, no Rio de Janeiro (RJ) - 24/3/2017
 
Foto: ULTM
O Brasil vem conquistando grandes resultados no Aberto Infantil e Juvenil do Paraguai, que está sendo disputado em Assunção. Nesta sexta-feira (24), quatro times brasileiros garantiram vaga nas finais do torneio por equipes da competição. Juvenil masculino e feminino e infantil feminino são as categorias que terão a presença de atletas do país brigando pelo ouro. Daniel Godoi e Kenzo Carmo acabaram superados nas semifinais e ficaram com o bronze no infantil masculino.
 
Brasil A (Siddharta Almeida) e Brasil B (Luiz Anjos) farão confronto verde e amarelo na final do juvenil masculino. Já no feminino, Brasil/ Canadá (Lívia Lima e Isabelle Xiong) vai encarar a equipe do Paraguai A na decisão. E no infantil feminino, Giulia Takahashi e Beatriz Kimoto enfrentarão o Chile A para definir o ouro.
 
No torneio juvenil masculino, domínio total dos brasileiros. O Brasil A, formado por Siddharta Almeida e Luiz Anjos, derrotou a Argentina C por 3 jogos a 0 nas quartas de final e, depois, bateu a Argentina A por 3 a 1 nas semifinais. No jogo que definiu a vaga para a final, Siddharta derrotou Martin Bentancor por 3 sets a 0 (11/4, 11/5 e 11/4); Luiz perdeu para Francisco Sanchi por 3 a 0 (11/7, 11/4 e 12/10); a dupla brasileira venceu por 3 a 2 (9/11, 11/8, 11/9. 8/11 e 11/8); e, por fim, Siddharta voltou à mesa para superar Francisco por 3 a 2 (8/11, 7/11, 11/5, 11/7 e 12/10).
 
Carlos Ishida e Eduardo Tomoike, que formavam o Brasil B, passaram pela Argentina B por 3 jogos a 2 nas quartas de final. Nas semifinais, eles enfrentaram o Chile e ganharam por 3 a 1. Nesse confronto, Eduardo perdeu o primeiro jogo por 3 sets a 2 (10/12, 7/11, 11/5, 11/6 e 11/7) para Andres Martinez; Carlos derrotou Denys Fierro por 3 a 1 (11/7, 6/11, 11/7 e 11/7); Tomoike/Ishida venceu Martinez/Fierro por 3 a 1 (11/4, 12/14, 11/7 e 11/5); e Carlos superou Andres por 3 a 0, com parciais de 11/8, 11/9 e 11/9.
 
Livia Lima, que é a única representante brasileira no torneio juvenil por equipes e que está fazendo time com a canadense Isabelle Xiong, conseguiu uma vaga para a grande decisão. Na semifinal, as atletas encararam a Argentina A (Camila Kaizoji e Candela Perez) e as superaram por 3 jogos a 1. 
 
A primeira a ir à mesa foi a canadense que acabou sendo derrotada pela Camila por 3 sets a 0 (11/8, 12/10 e 11/8). Depois, Livia entrou em ação contra Candela e triunfou por 3 a 0, com parciais de 11/7, 11/6 e 11/7. Nos jogos das parcerias, vitória da dupla Brasil/Canadá por 3 a 1 (11/7, 11/7, 9/11 e 11/7). Por fim, Livia garantiu a classificação para a final ao passar pela Camila por 3 a 0, parciais de: 11/9, 11/9 e 11/9.
 
Na fase decisiva do torneio infantil feminino, Giulia Takahashi e Beatriz Kimoto tiveram de passar por duas equipes argentinas para chegar à final. Primeiro, as brasileiras encararam a Argentina B (Valentina Parola e Cielo Alvaréz) e as bateram por 3 jogos a 0. Beatriz bateu Valentina por 3 sets a 0 (11/5, 11/5 e 11/2) e Giulia derrotou Cielo pelo mesmo placar de sua conterrânea, com parciais de 11/6, 11/9 e 11/7. No jogo das duplas, vitória para a parceria brasileira por 3 a 0, parciais de 11/5, 11/4 e 11/1.
 
No confronto contra a Argentina A válido pelas semifinais, que foi formada por Divina Ding e Isabella Fragapane, as atletas do Brasil triunfaram por 3 jogos a 0. Nos confrontos individuais, Giulia e Beatriz bateram Divina e Isabella, respectivamente, por 3 sets a 0. As parciais do primeiro jogo foi 11/5, 11/5 e 11/4, enquanto o do segundo foi 11/4, 11/3 e 11/8. Na partida das duplas, vitória para as nossas meninas por 3 a 0 (11/6, 11/4 e 11/5).
 
Na infantil masculino, Brasil perde, mas fica com o bronze
 
Os brasileiros Kenzo Carmo e Daniel Godoi, representantes da seleção no infantil masculino, conquistaram a medalha de bronze nesta sexta-feira. A equipe brasileira alcançou a semifinal - depois de terem superado a Argentina C por 3 jogos a 0 nas quartas de final - , mas acabou sendo derrotada pelo time do Canadá por 3 jogos a 1.
 
No confronto que definiu o terceiro lugar dos brasileiros, Kenzo foi batido por 3 sets a 1 por Terence Yeung, com parciais de 11/8, 9/11, 12/10 e 11/2. Daniel venceu a segunda partida contra o Kenny Jiang por 3 a 1 (11/9, 11/7, 11/13 e 11/7). Nos dois outros embates, derrota para os brasileiros. Nas duplas, vitória para os canadenses por 3 a 0 (11/4, 11/5 e 13/11) e na outra disputa individual, que foi entre Daniel e Terence, triunfo do mesatenista do Canadá por 3 a 0 (11/6, 11/9 e 11/9).
 
A Confederação Brasileira de Tênis de Mesa conta com recursos da Lei Agnelo/Piva (Comitê Olímpico do Brasil e Comitê Paralímpico Brasileiro) – Lei de Incentivo Fiscal e Governo Federal – Ministério do Esporte.
 

Siga a CBTM nas redes sociais:

FACEBOOK: www.facebook.com/cbtenisdemesa
TWITTER: www.twitter.com/cbtm_tm
INSTAGRAM: @cbtenisdemesa

iDigo | Assessoria de comunicação CBTM
imprensa@cbtm.org.br