Aberto Juvenil da Hungria: Apesar da boa campanha nas duplas, Guilherme Teodoro lamenta eliminação precoce no individual

13/11/2017 16:38
Brasileiro chegou às quartas das duplas, parou nos 16 avos de final no individual e não passou da fase de grupos nas equipes
 
Da redação, no Rio de Janeiro (RJ) - 13/11/2017
 
Foto: ITTF
 
O Aberto Juvenil da Hungria foi disputado até o último final de semana, e o Brasil teve um dos atletas da seleção juvenil participando do campeonato. Guilherme Teodoro fez uma boa campanha no torneio de duplas ao chegar às quartas de finais, porém lamentou não ter ido mais longe no individual e nas equipes.
 
"Infelizmente, não saí com o resultado que eu esperava. Antes, eu pensei que já estava preparado tanto psicologicamente como tecnicamente, mas acabou que na hora dos jogos decisivos faltou concentração para eu fazer bons jogos. No individual, achei que poderia ter dado mais trabalho para o Carlo Rossi, mas não foi o meu dia, e, na equipe, a gente acabou perdendo os dois jogos do grupo", disse o mesatenista, que está realizando um intercâmbio na Europa. Ele completou:
 
"Não saio feliz da Hungria, porque não consegui atingir os meus objetivos aqui. Agora, é continuar treinando na Alemanha para ir adquirindo experiência e melhorar cada vez mais".
 
No individual, Teodoro chegou aos 16 avos de final, porém, acabou parando no italiano Carlo Rossi em um jogo que terminou 4 a 1 (11/6, 7/11, 11/5, 11/5 e 11/4). Nas duplas, o brasileiro, ao lado do egípcio Youssef Abdel-Aziz, chegou às quartas, mas foi batido pela forte parceria da França, Irvin Bertrand/ Leo De Nodrest, por 3 a 0 (12/10, 14/12 e 11/6). 
 
Nas equipes, o time de Teodoro, composto pelo mexicano Mauricio Cayetano e pelo tunisiano Nathael Hamdoun, acabou não vencendo nenhum dos adversários do Grupo 2. Eles não conseguiram superar a equipe da República Tcheca (Tomas Koldas, Tomas Martinko e Jan Valenta) e o combinado da Bélgica e Noruega (Florian Cnudde, Valentin Pieraert e Sondre Berner).
 

A Confederação Brasileira de Tênis de Mesa conta com recursos da Lei Agnelo/Piva (Comitê Olímpico do Brasil e Comitê Paralímpico Brasileiro) – Lei de Incentivo Fiscal e Governo Federal – Ministério do Esporte.

Siga a CBTM nas redes sociais:

FACEBOOK: www.facebook.com/cbtenisdemesa
TWITTER: www.twitter.com/cbtm_tm
INSTAGRAM: @cbtenisdemesa

Assessoria de comunicação CBTM
imprensa@cbtm.org.br