Aberto Paralímpico da Eslovênia: Brasil vai para Lasko com cinco representantes

05/05/2017 18:55
Israel Stroh, Jennyfer Parinos e Bruna Alexandre jogam primeiro torneio internacional depois da Rio 2016; Danielle Rauen e Claudio Massad também estão na Eslovênia
 
José Augusto Assis, de São Paulo (SP) - 5/5/2017
 
O Aberto Paralímpico da Eslovênia, em Lasko, começa neste sábado (5) e a competição conta com a presença de cinco brasileiros: Israel Stroh (Classe 7), Jennyfer Parinos (9), Danielle Rauen (9), Bruna Alexandre (10) e Claudio Massad (10). O evento marca a primeira participação de Israel, Jennyfer e Bruna em torneios internacionais desde a disputa dos Jogos Paralímpicos Rio 2016.
 
O medalhista de prata da Rio 2016 está no Grupo D da fase qualificatória do Aberto, ao lado do belga Ben Despineux, do japonês Kazuya Kaneko e do esloveno Luka Trtnik. Para o número 5 do mundo na Classe 7 - que estreia contra o japonês neste sábado, às 5h (horário de Brasília) - a meta é ser campeão.
 
"Expectativa é boa. Estou agora entre os tops do mundo, quero continuar crescendo no ranking mundial e voltar a bater os melhores. Estamos no começo de um novo ciclo e pretendo manter a projeção que tive nas Paralimpíadas. Já dá para falar em ser campeão e é para isso que estamos indo para a Eslovênia", afirmou Stroh.
 
Na Classe 10 feminina, Bruna Alexandre divide o Grupo A com a japonesa Nazomi Takeuchi e com a turca Merve Demir. A duas vezes medalhista de bronze da Rio 2016 salienta que é uma ótima oportunidade de ver como estão as suas principais adversárias depois dos Jogos Paralímpicos.
 
"Jogar a Eslovênia é bem interessante para saber como nossas adversárias estão depois das Paralimpíadas. Com certeza, melhoraram. Sei que a gente também pode melhorar mais, mas, depois da Rio 2016, estamos mais experientes, então temos tudo para brilhar nesse campeonato", disse a mesatenista, que faz a sua estreia contra a turca Merve, neste sábado, às 15h.
 
Jennyfer Parinos, que também está indo para a sua primeira competição internacional depois da Rio 2016, está no Grupo A da Classe 9 e tem de medir forças com a russa Elena Epishkina, além da tailandesa Chayanan Settisrikoedkun e da turca Neslihan Kavas. 
 
A brasileira faz a primeira partida contra a tailandesa, neste sábado, às 12h30. Para a medalhista de bronze dos Jogos Paralímpicos, o Aberto da Eslovênia vai ser muito disputado e vai servir de projeção para o Campeonato Mundial de Equipes - que vai acontecer em Bratislava, na Eslováquia, entre os dias 17 e 20 deste mês - em que o 'trio de bronze' da Rio 2016 (Danielle Rauen, Jennyfer Parinos e Bruna Alexandre) vão à mesa.
 
"O Aberto da Eslovênia vai ser um campeonato bem forte e importante pra iniciar esse novo ciclo. Vamos dar nosso máximo em todos os jogos e usar esse campeonato para estudar bem as adversárias para enfrentá-las no Mundial da melhor forma possível", projetou Parinos.
 
Dani Rauen vem de duas grandes campanhas em campeonatos internacionais: levou dois ouros nos Jogos Parapan-Americanos de Jovens 2017 e um bronze por equipes na Rio 2016. No Aberto da Eslovênia, ela está no Grupo B da fase qualificatória da Classe 9. A brasileira compõe o quadrangular junto com a russa Olga Komleva, com a alemã Lena Kramm e com a tailandesa Wachiraporn Thermoya. A estreia está marcada para este sábado, às 12h30, contra a alemã.
 
Pela Classe 10 masculina, Claudio Massad está no Grupo C da fase qualificatória. O brasileiro divide grupo com o austríaco Krisztian Gardos, o tcheco Ivan Karabec e o holandês Emanuel Ferreira. Massad sua primeira partida contra o austríaco Gardos, também neste sábado, às 5h30.
 
A Confederação Brasileira de Tênis de Mesa conta com recursos da Lei Agnelo/Piva (Comitê Olímpico do Brasil e Comitê Paralímpico Brasileiro) – Lei de Incentivo Fiscal e Governo Federal – Ministério do Esporte.
 

Siga a CBTM nas redes sociais:

FACEBOOK: www.facebook.com/cbtenisdemesa
TWITTER: www.twitter.com/cbtm_tm
INSTAGRAM: @cbtenisdemesa

iDigo | Assessoria de comunicação CBTM
imprensa@cbtm.org.br