Após cirurgia, Jennyfer Parinos corre contra o tempo para o Brasileiro: 'Estou me dedicando bastante'

25/10/2016 11:59
Atleta, que foi medalhista nos Jogos Paralímpicos, teve de passar por procedimento para retirada de pedra nos rins depois da Rio 2016
 
Da redação, no Rio de Janeiro (RJ) - 25/10/2016
 
Foto: Alexandre Urch/CPB/MPIX e Francisco Medeiros/Ministério do Esporte
 
Após a conquista da medalha de bronze por equipes Classes 6-10 nos Jogos Paralímpicos, Jennyfer Parinos teve um desafio fora das mesas. Pouco depois da Rio 2016, a jovem passou por uma cirurgia para a retirada de pedra nos rins. Plenamente recuperada, a atleta corre contra o tempo para se preparar e fazer bonito no Campeonato Brasileiro SAN-EI de Verão, que acontecerá em Chapecó, Santa Catarina, entre os dias 1 e 6 de novembro.
 
Apesar do tempo que teve de ficar afastada dos treinos, focando na saúde, Jennyfer ressalta total empenho para ter boas atuações na competição. Ela salienta que ainda sente um certo incômodo, mas não esconde a empolgação para chegar ao torneio, primeiro após a Paralimpíada.
 
"Já consegui me recuperar 100%, às vezes, sinto algumas dores, mas o médico disse que é normal sentir um desconforto. Recebi alta na última quinta-feira e pude voltar aos treinos apenas nesta segunda-feira, tenho apenas alguns dias para voltar ao ritmo, mas estou me dedicando bastante e espero conseguir recuperar esse tempo que estive parada por causa da cirurgia. Estou ansiosa, como todos os campeonatos que eu jogo, ainda mais por ser o primeiro depois dos Jogos, mas espero dar meu melhor e conseguir um bom resultado", disse.
 
Subir ao pódio durante a Rio 2016 faz com que Jennyfer chegue ao Campeonato Brasileiro SAN-EI de Verão com um pouco mais de pressão. Porém, não apenas pelo bom resultado na Cidade Maravilhosa, mas também pelo tempo que ficou longe das atividades:
 
"Continua naquela pressão por fazer parte da seleção brasileira. Com a medalha, talvez, aumente um pouco. Acho que a maior pressão vai vir de mim mesmo, por ter ficado um tempo parada por causa desse problema, terei que treinar e dar meu máximo em todos os treinos antes desse Brasileiro, e falta muito pouco. Espero que dê tudo certo"
 
Nos Jogos Paralímpicos, Jennyfer jogou na Classe 9 individual e na Classe 6-10 por equipes, quando atuou ao lado de Bruna Alexandre e Danielle Rauen. Juntas, as meninas bateram a Alemanha por 2 jogos a 0, acabaram perdendo para a Polônia na semifinal por 2 a 0, mas recuperaram-se e venceram a Austrália na disputa de terceiro lugar pelo mesmo placar.
 

A Confederação Brasileira de Tênis de Mesa conta com recursos da Lei Agnelo/Piva (Comitê Olímpico do Brasil e Comitê Paralímpico Brasileiro) – Lei de Incentivo Fiscal e Governo Federal – Ministério do Esporte.

Siga a CBTM nas redes sociais: 

FACEBOOK: www.facebook.com/cbtenisdemesa
TWITTER: www.twitter.com/cbtm_tm
INSTAGRAM: @cbtenisdemesa

iDigo | Assessoria de comunicação CBTM
imprensa@cbtm.org.br