Após semana de treinamento em Luxemburgo, Eduardo Tomoike afirma: 'Experiência incrível para mim'

16/09/2016 17:26

Rough Diamonds foi realizado entre os dias 6 e 12 de setembro e reuniu alguns dos principais atletas sub-15 do mundo

Da redação, no Rio de Janeiro (RJ) - 16/9/2016

O Brasil foi representado na primeira edição do ITTF Rough Diamons Training Camp (Acampamento de Treinos Diamantes Brutos da ITTF, em tradução livre), que começou no dia 6 e terminou na última segunda-feira (12), em Luxemburgo. O brasileiro Eduardo Tomoike participou da semana de treinamentos que contou com alguns dos melhores atletas sub-15 do mundo, além dos treinadores chineses Zhang Yining e Li Xiaodong. Para o atleta, a experiência na capital homônima de Luxemburgo agregará muito a sua promissora carreira.

"Foi uma experiência incrível para mim. Poder treinar com atletas tão bons e de diferentes partes do mundo é algo maravilhoso. Lá, a exigência em relação a parte física e técnica é muito alta. Não tenho dúvidas de que essa experiência vai engrandecer muito o meu conhecimento e vai ajudar muito a minha carreira a partir de agora", enalteceu.

O mesatenista passou o período acompanhado do treinador Andrews Martins, que faz parte do programa de prospecção de talentos da Confederação Brasileira de Tênis de Mesa, o Diamantes do Futuro. O técnico fez questão de elogiar o novo programa da Federação Internacional, além de afirmar que o intercâmbio de informações entre os treinadores que participaram do Rough Diamonds engrandeceu ainda mais o evento.

"Apesar de ter sido a primeira edição, foi sensacional! O nível lá é altíssimo! As reuniões com os treinadores chineses e com os melhores técnicos de base do mundo agregaram demais. Eu passei bastante conhecimento para quem precisava e recebi muito também, essa interação foi estupenda", disse Andrews.

Para o técnico, a experiência que ele e Eduardo tiveram em Luxemburgo poderá até mesmo ajudar a aperfeiçoar ainda mais o Diamantes do Futuro, o qual já é um sucesso.

" Vai ter muita coisa que a gente vai poder usar no nosso programa Diamantes do Futuro. A questão técnica foi muito bem conceituada e trabalhada e isso foi sensacional para a minha carreira, para o nosso projeto e para a seleção brasileira de base, como um todo. Tenho certeza que eu e o Eduardo voltamos para o Brasil com muita coisa interessante para passar para os outros", finalizou.

A Confederação Brasileira de Tênis de Mesa conta com recursos da Lei Agnelo/Piva (Comitê Olímpico do Brasil e Comitê Paralímpico Brasileiro) – Lei de Incentivo Fiscal e Governo Federal – Ministério do Esporte.

Siga a CBTM nas redes sociais:

FACEBOOK: www.facebook.com/cbtenisdemesa
TWITTER: www.twitter.com/cbtm_tm
INSTAGRAM: @cbtenisdemesa

iDigo | Assessoria de comunicação CBTM
imprensa@cbtm.org.br