Brasil garante mais duas medalhas em equipes no Aberto Paralímpico da Eslovênia

10/05/2019 19:44

Equipes das classes 1-2 feminino e 7 masculino já estão com o bronze garantido e brigam pelo título neste sábado

FOTO DE ARQUIVO: Paulo Salmin superou uma gripe e está na semifinal. Crédito: Roberto Castro/Rede do Esporte.

 

Lasko (SLV), 10 de maio de 2019.

Por: Assessoria de Comunicação - CBTM

Os mesa-tenistas brasileiros garantiram, nesta sexta-feira (10), mais duas medalhas no Aberto da Eslovênia, competição fator 40 do Circuito Mundial Paralímpico, em Lasko. As equipes das classes 1-2 feminino (Carla Maia e Cátia Oliveira) e 7 masculino (Israel Stroh e Paulo Salmin) seguem na briga pelo ouro, no último dia de competição.

As meninas estão bem perto da conquista. Em disputa de grupo único, elas já venceram as três partidas disputadas, todas por 2 a 0: a primeira, contra a equipe formada pela holandesa Femke Cobben e a alemã Janina Sommer; depois, contra a parceria da francesa Florence Sireau e a argentina Maria Carrone; e, por último, contra as finlandesas Anna Pasanen e Aino Tapola.

Os meninos estão na semifinal da classe 7, contra os espanhóis Alvaro Varela, Jordi Morales e Alberto Alcazar. A partida acontece às 6h (de Brasília). E, se no início da competição individual era Israel Stroh que sentia um mal-estar, desta vez foi Paulo Salmin que precisou dar o máximo para superar uma forte gripe. Mesmo assim, conseguiram vencer, nas quartas de final, a equipe japonesa, formada por Katsuyoshi Yagi e Masachika Inoue, por 2 a 0.

“Passei o dia de cama. Ganhamos a partida de duplas contra os japoneses, por 3 a 1. Uma vitória especial, pois estávamos perdendo por 9 a 3 no primeiro set e viramos para 11 a 9. No segundo, recebemos mal o saque dos japoneses, e eles empataram. E depois jogamos muito bem contra uma dupla que provavelmente disputará medalha com a gente em Tóquio”, comemorou Salmin.

A equipe da classe 9 feminino ainda pode conquistar o bronze. Em disputa de grupo único, Danielle Rauen e Jennyfer Parinos precisam vencer a parceria formada pela russa Olga Komleva e pela japonesa Megumi Ishikawa, às 7h30. Na classe 2 masculino, Guilherme Costa e Iranildo Espíndola caíram na fase de grupos.

 

A Confederação Brasileira de Tênis de Mesa conta com recursos da Lei Agnelo/Piva (Comitê Olímpico do Brasil e Comitê Paralímpico Brasileiro) - Lei de Incentivo Fiscal e Governo Federal - Ministério do Esporte.
 

FATO&AÇÃO COMUNICAÇÃO

Assessoria de Comunicação da Confederação Brasileira de Tênis de Mesa - CBTM

Claudia Mendes – claudia@fatoeacao.com

Nelson Ayres – nelson@fatoeacao.com

Lucas Mathias (estagiário)

imprensa@cbtm.org.br

fatoeacaocomunicacao@gmail.com

                                                         

Siga a CBTM nas redes sociais:
 
FACEBOOK:
 www.facebook.com/cbtenisdemesa

TWITTER: www.twitter.com/cbtm_tm

INSTAGRAM: @cbtenisdemesa