Brasil tem três semifinalistas no Aberto Paralímpico da Espanha

08/06/2018 18:46

Joyce Oliveira, Claudiomiro Segatto e Cláudio Massad brigam pelo título em partidas decisivas neste sábado (9)

FOTO: Cláudio Massad já garantiu uma medalha em Sant Cugar del Valles. Crédito: ITTF

Rio de Janeiro, 08 de junho de 2018.

Por: Assessoria de Comunicação – CBTM

 
O Brasil já tem três medalhas certas na disputa do Aberto Paralímpico da Espanha, que vai até domingo (10) em Sant Cugar del Valles, na região de Barcelona. Joyce Oliveira, Claudiomiro Segatto e Cláudio Massad estão nas semifinais de suas classes e buscarão o título da competição neste sábado.
 
Joyce Oliveira (classe 3-5 feminina) passou com tranquilidade como líder do Grupo B. Venceu Panwas Sringam (THA) e Nayla Soledad Kuell (ARG) sem perder sets e ficou como bye nas quartas de final, avançando diretamente para a semifinal, na qual enfrentará Wassana Sringam, da Tailândia.
 
Elias Issac Romero (ARG) será o adversário de Claudiomiro Segatto nas semifinais da classe 5 masculina. Antes, o brasileiro venceu três partidas: bateu David Karl Olsson (SWE) por 3 a 1, Daniel Bullen (GBR) por 3 a 1 e Teeradech Klangmanee (THA) por 3 a 0. Bye nas quartas, foi direto para a fase dos quatro melhores.
 
Cláudio Massad, na classe 10 masculina, estreou batendo o espanhol Ander Cepas por 3 sets a 0 e garantiu o primeiro lugar do Grupo C vencendo Bunpot Sillapakong por 3 a 1. Nas quartas de final, não tomou conhecimento de Dario Andres Neira, da Argentina, com 3 a 0. Bas Hegerlink, da Holanda, é o rival do brasileiro na semifinal.
 
Na luta
Juliana Ferreira da Silva (classe 1-2 feminina) perdeu duas vezes no grupo único, mas ainda faz outros dois jogos neste sábado.
 
Adeus
Tiziano Zabarino (classe 8) passou em segundo no Grupo G, mas caiu nas oitavas diante de Steven Chinchilla, da Costa Rica, que venceu por 3 a 0. Marliane Santos (classe 3-5) e Aline Meneses (classe 7) já estão eliminadas. Ambas perderam duas vezes em seus respectivos grupos.


 

A Confederação Brasileira de Tênis de Mesa conta com recursos da Lei Agnelo/Piva (Comitê Olímpico do Brasil e Comitê Paralímpico Brasileiro) - Lei de Incentivo Fiscal e Governo Federal - Ministério do Esporte.
 

FATO&AÇÃO COMUNICAÇÃO

Assessoria de Comunicação da Confederação Brasileira de Tênis de Mesa - CBTM

Claudia Mendes – claudia@fatoeacao.com

Marcio Menezes – marcio@fatoeacao.com

Nelson Ayres – nelson@fatoeacao.com