Campeonato Brasileiro: Humberto Manhani e Maira Ranzeiro levam o ouro no Absoluto A

08/10/2017 13:18
Na masculino, Manhani bateu Israel Barreto e, no feminino, Ranzeiro derrotou Lia Ohira
 
José Augusto Assis, de Toledo (PR) - 08/10/2017
 
Foto: Christian Martinez/RGB Studios/CBTM
 
Humberto Manhani (ADC Estrela/Joola/Santos FC/Fupes - SP) e Maira Ranzeiro ​(Esperança/ Itaim Keiko/ Kenzen/ Aovc/ SJC - SP) conquistaram o principal título do Campeonato Brasileiro, que aconteceu em Toledo, no Paraná. Neste domingo (8), eles se sagraram campeões do torneio individual do Absoluto A. Na decisão masculina, Manhani bateu Israel Barreto (Associação Esportiva Lassalista - AM) por 3 sets a 1 (11/7, 10/12, 11/9 e 11/5), enquanto, na feminina, Ranzeiro derrotou Lia Ohira (São Bernardo/ ASA/ Palmeiras - SP) por 3 a 2, com parciais de 13/15, 11/8, 6/11, 11/7 e 11/8.
 
As conquistas tiveram gostos diferentes para cada um. Humberto ressalta que o título foi de superação, pois ele sentiu passou mal durante a disputa do campeonato. 
 
"Fiz uma excelente competição. Desde as disputas das seleções, eu tive uma boa regularidade apesar de ter passado mal alguns dias durante o torneio. Graças a Deus, eu consegui me recuperar, dar 100% de mim, chegar até a final e conquistar o título", disse o campeão, que completou sobre o jogo decisivo contra o Israel:
 
"Foi um jogo muito duro, eu estava muito nervoso por ser uma final de Brasileiro. Ainda bem que eu consegui me controlar e acabei indo bem. Aproveitei umas falhas que ele teve na recepção e abri uma certa vantagem. Isso me deu confiança para vencer o jogo".
 
Para Maira, a medalha de ouro foi um feito inesperado, em razão do alto nível técnico das adversárias que teve de enfrentar.
 
"Estou super feliz pelo resultado, eu realmente não esperava, foi surpreendente. Todas as jogadoras são super fortes. Acho que contei também com um pouco de sorte e deu tudo certo (risos)", contou.
 
A 51ª edição do Campeonato Brasileiro, que foi realizado em Toledo, começou a ser disputado na última quarta-feira (4) e se encerrou nesse domingo (8). A competição teve mais de 849 inscritos, 678 olímpicos e 171 paralímpicos.
 

A Confederação Brasileira de Tênis de Mesa conta com recursos da Lei Agnelo/Piva (Comitê Olímpico do Brasil e Comitê Paralímpico Brasileiro) – Lei de Incentivo Fiscal e Governo Federal – Ministério do Esporte.

Siga a CBTM nas redes sociais:

FACEBOOK: www.facebook.com/cbtenisdemesa
TWITTER: www.twitter.com/cbtm_tm
INSTAGRAM: @cbtenisdemesa

iDigo | Assessoria de comunicação CBTM
imprensa@cbtm.org.br