Centro de Treinamento Cláudio Kano, em Cuiabá, recebe material da Rio 2016

02/01/2017 17:46

Redes, suportes, cadeiras e mesas de arbitragem, separadores, piso e mesas de jogo foram alguns dos equipamentos que foram entregues à FMTTM

Da redação, no Rio de Janeiro (RJ) - 2/1/2017

O ano de 2016 acabou, mas o legado dos Jogos Olímpicos Rio 2016, não. O material usado nas disputas de tênis de mesa do maior evento esportivo do mundo continuam sendo distribuídos para enriquecer ainda mais o esporte que está em ascensão no país. Rio de Janeiro, Piauí, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Minas Gerais e Mato Grosso são os estados que tiveram cidades contempladas com redes, suportes, cadeiras e mesas de arbitragem, separadores, piso e mesas de jogo. No Mato Grosso, o material foi implantado no Centro de Treinamento Cláudio Kano, que fica na capital mato-grossense, Cuiabá.

Para o presidente da Federação Mato-grossense de Tênis de Mesa (FMTTM), Sandro Abrão, a Rio 2016 está deixando não somente um legado material, mas também, moral.

"O esporte transforma a vida das pessoas, sou prova viva disso, pois venho de uma família humilde e pude conquistar muitas coisas através do esporte. A importância do legado deixado pela Rio 2016, não está só nos materiais ou obras, mas também, nos valores que ela nos deixou, como companheirismo, trabalho em equipe, determinação, entre outras coisas" disse Sandro, que ainda falou sobre a influência que os equipamentos, que foram usados pelos melhores mesatenistas do mundo, terão nos atletas mato-grossenses:

"Porém, o material irá inspirar nossos atletas e isso trará novos praticantes para a modalidade, além disso, haverá uma melhora no nível técnico de todos".

Sandro, ainda sobre os materiais, fala que a utilização desse equipamento olímpico serve para mostrar o valor da modalidade e o compromisso que a Confederação Brasileira de Tênis de Mesa (CBTM) tem com a massificação do esporte.

"Esse tipo de material mostra a seriedade da modalidade e, principalmente, a preocupação da CBTM, através do presidente Alaor Azevedo em popularizar a modalidade, com qualidade e equipamentos de ponta. Popularizar a modalidade e incentivar novos talentos, acredito que esse é o caminho para o sucesso", afirmou.

Assim como a CBTM, a FMTTM também está engajada com a popularização da modalidade no país. No Mato Grosso, há planejamento visando o crescimento do esporte.

"Elaboramos um planejamento estratégico para a massificação da modalidade. Nós temos um projeto aos domingos ao redor da Arena Pantanal para divulgar a modalidade e outros em escolas públicas e privadas. Também estamos nos empenhando para o crescimento do tênis de mesa", concluiu.

A Confederação Brasileira de Tênis de Mesa conta com recursos da Lei Agnelo/Piva (Comitê Olímpico do Brasil e Comitê Paralímpico Brasileiro) – Lei de Incentivo Fiscal e Governo Federal – Ministério do Esporte.

Siga a CBTM nas redes sociais:

FACEBOOK: www.facebook.com/cbtenisdemesa
TWITTER: www.twitter.com/cbtm_tm
INSTAGRAM: @cbtenisdemesa

iDigo | Assessoria de comunicação CBTM
imprensa@cbtm.org.br