Coordenador da seleção brasileira elogia nível da Seletiva Nacional e demonstra confiança em classificados

16/01/2017 12:44

Lincon Yasuda ressaltou que, desde a última temporada, muitos atletas evoluíram física e emocionalmente

Da redação, no Rio de Janeiro (RJ) - 16/01/2017

"Vamos estar muito bem representados". A afirmativa é de Lincon Yasuda, coordenador da seleção brasileira, que demonstrou satisfação e foi só elogios aos atletas que participaram da Seletiva Nacional, que aconteceu na última semana, em São Paulo. A competição contou com jogadores das categorias Mirim, Infantil, Juvenil e Adulto. O dirigente salientou, além da evolução apontada à mesa, um outro ponto: a maturidade emocional manifestada até mesmo pelos mais jovens.
 
Enquanto os atletas da categoria Adulto lutaram por vaga no Pan-Americano de Tênis de Mesa, os do Mirim, Infantil e Juvenil brigaram por classificação ao Sul-Americano das respectivas categorias.
 
"Achei o nível da competição muito interessante, principalmente na parte emocional. Tivemos verdadeiras batalhas, com jogos decididos nos últimos sets, nos pontos finais e com os jogadores se doando ao máximo. Foi bastante legal de ver a luta e entrega desses jogadores em todas as seletivas. Acredito que a Seletiva classificou as melhores equipes. Nós vamos estar bem representados nos respectivos campeonatos. No geral, acho que tivemos uma semana de competição muito satisfatória", disse Lincon.
 
Ao analisar os torneios, o coordenador destacou Giulia Takahashi que, apesar de ainda pertencer à categoria Mirim, conseguiu se classificar para o Sul-Americano Infantil, se tornando a novidade na categoria.
 
"Diogo Silva e Daniel Godoy dão dois dos atletas mais fortes. Não foi uma surpresa. Tivemos alguns jogos bons, principalmente por parte do Keno, que veio do Mirim. Nunca é fácil enfrentar jogadores mais velhos, mas ele conseguiu bons resultados. Quem também subiu forte foi o Gustavo Gerstmann, que conseguiu brigar com os melhores do Infantil. No feminino, tivemos a Lívia Lima, que também era favorita, e a Giulia, que foi a novidade, afinal, está no primeiro ano de Mirim. Dá para ver que tem um grande potencial porque já enfrentou as mais velhas de igual para igual", ressaltou.
 
Lincon Yasuda lembrou também que a Seletiva mostrou que a perseverança vale a pena. Ao comentar sobre a classificação de Luana Souza e Carlos Ishida, salientou que os atletas, nos últimos anos, perderam a vaga por pouco, mas não desistiram e alcançaram o objetivo nesta temporada:
 
"Luana e Carlos vinham batendo trave em Seletivas anteriores. A vitória deles é um exemplo de perseverança. Eles continuaram e não desistiram. Vencer a Seletiva foi importante porque vai trazer confiança e fica o exemplo de que não se deve desistir. Acompanha a trajetória deles e, em anos anteriores, tiveram derrotas frustrantes. Agora, foi um prêmio para eles".
 
Na competição mirim, uma das vagas foi para Henrique Noguti, atleta do Diamantes do Futuro, principal projeto da Confederação Brasileira de Tênis de Mesa para a detecção de talentos.
 
"No primeiro dia, vi que o Henrique Noguti é um garoto de grande potencial, que foi descoberto pelo Diamantes. Neste ano, teve um foco maior, maturidade maior, que foi uma diferença importante. Gustavo Gerstmann, depois, confirmou o favoritismo. No feminino, já tinha a Giulia, por ter ganho o Latino-Americano Mirim, no ano passado, e, agora, vai se juntar à Laura, que também evoluiu bastante. Se comparado do ano passado para cá, teve um amadurecimento importante", avisou.
 
Para Lincon, a Seletiva mais equilibrada foi a disputa para o Pan-Americano Adulto, que acabou com as vitórias de Caroline Kumahara e Eric Jouti.
 
"A Carol e o Jouti estavam entre os favoritos, não chegou a ser surpresa, mas foi uma seletiva bastante equilibrada. Para eles, essa vitória é importante para confirmar o nível, para dar confiança e ter uma motivação maior, saber que estão no caminho certo", concluiu.
 

A Confederação Brasileira de Tênis de Mesa conta com recursos da Lei Agnelo/Piva (Comitê Olímpico do Brasil e Comitê Paralímpico Brasileiro) – Lei de Incentivo Fiscal e Governo Federal – Ministério do Esporte.

Siga a CBTM nas redes sociais:

FACEBOOK: www.facebook.com/cbtenisdemesa
TWITTER: www.twitter.com/cbtm_tm
INSTAGRAM: @cbtenisdemesa

iDigo | Assessoria de comunicação CBTM
imprensa@cbtm.org.br