Copa Brasil: Competição em Brasília representou marco para tênis de mesa do Espírito Santo

01/05/2017 14:45

Foi a primeira vez que estado teve mais de dois representantes em um campeonato nacional 

Da redação, no Rio de Janeiro (RJ) - 02/05/2017

Foto: Arquivo pessoal Luiz Henrique Camanho

Os atletas do Espírito Santo não conseguiram chegar ao pódio em Brasília (DF), mas a Copa Brasil Centro-Norte-Nordeste I foi um grande marco para o tênis de mesa do estado. Pela primeira vez, a delegação contou com um grupo de atletas em uma competição nacional "longe de casa" - seis, ao todo. Para Luiz Henrique Camanho, presidente da Federação Espirito-Santanse de Tênis de Mesa, a participação no torneio foi um pontapé inicial para uma temporada que tem tudo para ser muito importante.

Os integrantes da delegação do Espírito Santo foram Leandro Rossini, de 22 anos, Nilton Silva, de 56, Ricardo Ribeiro, de 52, Rodrigo Araújo, de 52, Tadashi Fakuda, de 65, e Victor Leonardo Alves, de 32.

"Essa Copa foi muito importante para o Espírito Santo, que está voltando ao cenário nacional. Foi a primeira vez que a Festeme participou de um evento nacional com uma equipe. Até então, eram, no máximo, dois atletas. Desta vez, fomos com seis, de diferentes idades, representando três clubes de três municípios diferentes. Alguns dos nossos atletas chegaram às quartas e isso representa muito para a gente. Todos ficaram muito empolgados. O primeiro passo já foi dado", disse ele, que completou:

"O ano de 2017 começou muito bem. Nossa ideia é, daqui para frente, melhorar cada vez mais para poder brigar de igual para igual com os outros estados".

O dirigente ressaltou ainda que o trabalho está sendo feito para que, já em Maringá (PR), na Copa Brasil Sul-Sudeste I, entre os dias 22 e 25 junho, Espírito Santos tenha ainda mais representantes. 

"Para a próxima etapa da Copa Brasil, já temos seis atletas e estamos buscando viabilizar mais. Nosso objetivo é levar 10. Queremos aumentar nossa participação para melhorar o nível do esporte no estado e trazer cada vez mais medalhas", avisou.

A Confederação Brasileira de Tênis de Mesa conta com recursos da Lei Agnelo/Piva (Comitê Olímpico do Brasil e Comitê Paralímpico Brasileiro) – Lei de Incentivo Fiscal e Governo Federal – Ministério do Esporte.
 

Siga a CBTM nas redes sociais:

FACEBOOK: www.facebook.com/cbtenisdemesa
TWITTER: www.twitter.com/cbtm_tm
INSTAGRAM: @cbtenisdemesa

iDigo | Assessoria de comunicação CBTM
imprensa@cbtm.org.br