Copa Brasil: dia de definições em categorias e de homenagens aos atletas e instituições

07/10/2016 19:01
Thiago Pradella, agora, quer mudar a história que vem desenhando na Copa Brasil e passar à final. Evento homenageou atletas e instituições presentes à competição
 
Da redação, no Rio de Janeiro - 07/10/2016
 
Fotos: Christian Martinez
 
O dia foi de definições em diversas categorias na Copa Brasil de Tênis de Mesa Sul-Sudeste II - Toledo. Foram à mesa, nesta sexta-feira (7), atletas de sete categorias e as disputas por um lugar no pódio vão continuar neste fim de semana. Um dos destaques foi Thiago Pradella (Santo André/ ADSA / XIOM - SP), que conseguiu classificação à semifinal na categoria Absoluto C Masculino e quer afastar um fantasma que o está rondando nesta edição da Copa Brasil.
 
Pradella se manteve na briga pelo título após perder por 3 sets a 0 o primeiro jogo da fase de grupos para Murilo Napoli (Atemel/ACEL Londrina - PR), mas conseguir se recuperar e vencer duas partidas consecutivas. Nas quartas de final, ele bateu Renan Silva (Pro Tênis de Mesa - Joaçaba - SC) por 3 sets a 1, com parciais de 11/9; 6/11; 11/8 e 11/9.
 
"Consegui virar essa situação. Comecei perdendo por 3 sets a 0 e, depois, ganhei por 3 a 0. Consegui a classificação quase que aos trancos e barrancos, mas consegui ir bem nesta segunda fase e estou na semifinal. Vamos com tudo tentar o ouro. Perdi na semifinal do Rating e do Juventude, então, vamos batalhar para mudar a cor dessa medalha neste domingo", disse ele, que completou:
 
"(Após a derrota) Pensava apenas que o campeonato não tinha acabado. Eu sabia que tinha possibilidade de passar e tinha de brigar para isso. Ainda tinha mais uma partida pela frente, levantei a cabeça e dei meu máximo".
 
Quem também ainda está viva na briga por medalha é Juliana Lidman (Jundiaí/OSJ- Esportes/UCEG/XIOM/JUC-SP), do Juvenil Feminino, que teve três confrontos no dia e terminou com 100% de aproveitamento, garantindo vaga nas quartas de final. Ela assegurou-se na próxima fase depois de bater Isabela Cassemiro (CCP APTM Piracicaba - SP) por 3 sets a 2 (7/11; 11/8; 15/13; 8/11 e 11/6). Para Juliana, os anos de tênis de mesa foram essenciais para que conseguisse tal resultado positivo, mas admite que os obstáculos que terá pela frente não serão fáceis: 
 
"Pratico tênis de mesa desde os sete anos e acho que esse período acabou pesando, pois estou acostumada a jogos desse porte. Agora, acho que entro mais pressionada ainda, porque vou enfrentar jogadoras que sempre enfrentei, mas sempre foram partidas muito difíceis", ressaltou.
 
Ao fim do dia, uma homenagem aos atletas, instituições e estados presentes à Copa Brasil Sul-Sudeste II - Toledo, além de um agradecimento à cidade-sede. O evento contou com as presenças  de Alaor Azevedo, presidente da Confederação Brasileira de Tênis de Mesa; José Candido Muricy, diretor do Departamento de Incentivo e Fomento ao Esporte; Emerson Jerônimo, presidente da Federação de Tênis de Mesa do Paraná; Pablo Marcelo Robeiro, presidente da Federação de Tênis de Mesa do Rio de Janeiro; Beto Luniiti, prefeito de Toledo; Jorge Fanck, presidente da Federação de Tênis de Mesa do Rio Grande do Sul; Franz Menegasso, secretário de esportes do Paraná e José Francisco Campos, diretor de marketing da Federação de Tênis de Mesa do Paraná.
 
José Candido Muricy e Beto Luniiti ainda receberam uma lembrança da Confederação Brasileira de Tênis de Mesa. 

A Confederação Brasileira de Tênis de Mesa conta com recursos da Lei Agnelo/Piva (Comitê Olímpico do Brasil e Comitê Paralímpico Brasileiro) – Lei de Incentivo Fiscal e Governo Federal – Ministério do Esporte.

Siga a CBTM nas redes sociais:

FACEBOOK: www.facebook.com/cbtenisdemesa
TWITTER: www.twitter.com/cbtm_tm
INSTAGRAM: @cbtenisdemesa

iDigo | Assessoria de comunicação CBTM
imprensa@cbtm.org.br