Copa Brasil: Membros da arbitragem fazem reunião visando aperfeiçoamento do processo nas competições

23/04/2017 09:17
Marco Aurélio Mancini afirma que é fundamental o entendimento total entre árbitros e mesa de controle
 
Alexandre Araújo e José Augusto Assis, de Brasília (DF) - 23/4/2017
 
Com o intuito de aperfeiçoar ainda mais o processo de arbitragem e melhorar o andamento das competições nacionais, uma reunião entre árbitros e membros da mesa de controle foi realizada durante a Copa Brasil Centro-Norte-Nordeste I. No encontro, foram conversados alguns procedimentos tomados por ambas as partes, como cada área funciona e houve uma demonstração da nova maneira para o preenchimento de súmula.
 
Além disso, houve o desenho de um planejamento visando as competições ao longo de toda a temporada.
 
"Nesta reunião, conversamos sobre diversos pontos dos procedimentos tomados. É fundamental o entendimento total entre árbitros e mesa de controle. Ali está o coração da competição. Então, se todos estão cientes do que acontece ao redor, fica mais fácil achar soluções para possíveis problemas. Também aproveitamos para conversar sobre a nova padronização no preenchimento da súmula, o que é muito importante", disse Marco Aurélio Mancini, que comandou a mesa de controle do Ginásio 1. 
 
Para Mário Paz, comandante da mesa de controle do Ginásio na Copa Brasil Centro-Norte-Nordeste I, a sinergia entre as partes da arbitragem tem um grande peso durante a competição. Ele ressaltou que se um dos elos deste sistema se quebra, tudo pode ser comprometido.
 
"O que estamos pensando para a temporada é fazer com que os árbitros possam desempenhar todas as funções dentro da arbitragem. Costumamos dizer que, no tênis de mesa, a arbitragem é um círculo. E se alguma parte deste círculo deixa de ser executado, ele não existe mais, colocando abaixo todo o trabalho. Se acertar 99,99%, não valeu, porque o trabalho tem de ser 100%", afirmou.
 
A Confederação Brasileira de Tênis de Mesa conta com recursos da Lei Agnelo/Piva (Comitê Olímpico do Brasil e Comitê Paralímpico Brasileiro) – Lei de Incentivo Fiscal e Governo Federal – Ministério do Esporte.
 

Siga a CBTM nas redes sociais:

FACEBOOK: www.facebook.com/cbtenisdemesa
TWITTER: www.twitter.com/cbtm_tm
INSTAGRAM: @cbtenisdemesa

iDigo | Assessoria de comunicação CBTM
imprensa@cbtm.org.br