Copa Brasil: Na Classe 2, velhos amigos se reencontram e Guilherme Costa bate Iranildo Espíndola

22/04/2017 21:03

Em breve, os dois vão se juntar à seleção permanente e vão dividir apartamento em São Paulo

Alexandre Araújo e José Augusto Assis, em Brasília (DF) - 22/04/2017

Foto: Christian Martinez/ RGB Studios / CBTM
 
A rede da mesa, na noite deste sábado, dividiu dois futuros companheiros de apartamento. Guilherme Costa e Iranildo Espíndola duelaram pelo lugar mais alto do pódio na Classe 2 da Copa Brasil Centro-Norte-Nordeste I, que acontece em Brasília (DF), e Guilherme acabou levando a melhor ao vencer por 3 sets a 1 (12/10; 6/11; 11/9 e 12/10).
 
Moradores de Brasília, os dois estão prestes a ir para São Paulo, onde vão integrar a seleção brasileira permanente. Nesta nova etapa, vão morar juntos.
 
Amigos de longa data, Guilherme (Associação Esportiva Lassalista - AM) e Iranildo (AABB Brasília/Rizzone - DF) estiveram juntos na conquista do bronze por equipes Classes 1-2 nos Jogos Paralímpicos Rio 2016, fizeram a final do Campeonato Brasileiro de Verão, no ano passado, e nesta edição da Copa Brasil. Nos dois últimos encontros, Guilherme saiu vitorioso.
 
"Eu fico muito feliz por enfrentar o Iranildo, até pela história que temos juntos. Acho que foi uma final de fundo de quintal, podemos dizer assim. Treinamos juntos há muito tempo, eu conheço o jogo dele, ele conhece o meu e quem tiver mais atento leva. E eu, ultimamente, tenho tido mais vitória que ele (risos)", disse ele, que completou:
 
"Minha principal meta é ficar no primeiro lugar do ranking nacional da minha Classe e ganhar posições no ranking internacional, que consegui subir bem ano passado e quero melhorar ainda mais isso".
 
Apesar da derrota, Iranildo se mostrou satisfeito pelo resultado, lembrando que é início de temporada. Além disso, se mostrou orgulhoso por Guilherme, um dos pupilos no tênis de mesa, mas salientou que, no momento do jogo, isso acaba.
 
"Já estamos fazendo essa dobradinha há um tempo. Fico muito orgulhoso por ele ter iniciado comigo no tênis de mesa, é meu parceiro de equipe... Então, é uma satisfação enorme enfrentar ele, mas, chega à mesa, eu o vejo como um adversário. Para começo de ano, acho que está de bom tamanho. Agora, vamos para o centro paralímpico de São Paulo. Foi um pontapé inicial de temporada bem legal", afirmou.
 
A Confederação Brasileira de Tênis de Mesa conta com recursos da Lei Agnelo/Piva (Comitê Olímpico do Brasil e Comitê Paralímpico Brasileiro) – Lei de Incentivo Fiscal e Governo Federal – Ministério do Esporte.
 

Siga a CBTM nas redes sociais:

FACEBOOK: www.facebook.com/cbtenisdemesa
TWITTER: www.twitter.com/cbtm_tm
INSTAGRAM: @cbtenisdemesa

iDigo | Assessoria de comunicação CBTM
imprensa@cbtm.org.br