Copa Brasil: Uma família, dois pódios! Lethicia Lacerda fatura Classe 8 e Lincoln Lacerda é prata na 6

22/04/2017 21:00
Filha conquistou o ouro ao liderar grupo único e o pai ficou com a prata ao ser superado por Goutier Rodrigues na final
 
Alexandre Araújo e José Augusto Assis, de Brasília (DF) - 22/4/2017
 
Fotos: Christian Martinez/ RGB Studios/ CBTM
 
Primeiro, um ouro. Depois, uma prata. A família Lacerda tem dois motivos para celebrar a participação na Copa Brasil Centro-Norte-Nordeste I, em Brasília (DF).  Neste sábado (22), Lethicia Lacerda (ADFEGO Goiás - GO), de apenas 14 anos, conquistou o ouro na Classe 8, ao vencer as duas partidas que tinha de disputar em grupo único. Um pouco mais tarde, o pai da campeã, Lincoln Lacerda (Centro de Treinamento Gyntt - GO), de 45 anos, foi à mesa pela final da Classe 6, acabou sendo superado por Goutier Rodrigues (Associação Atlética Adalberto Valle - AM) por 3 sets a 0 (11/9, 11/9 e 12/10), mas ficou com o segundo lugar.
 
Pai e filha no pódio foi algo muito celebrado por Lincoln. Muito orgulhoso de Lethicia, ele admitiu que sente mais emoção com as conquistas da filha:
 
"Eu já passei por tudo aquilo! Ver a sua filha se espelhando em você me dá muita felicidade! Mesmo que eu já tenha conseguido alguns títulos importantes na minha carreira, acompanhar a sua filha sendo campeã faz acelerar mais o coração", disse o mesatenista.
 
Para chegar ao ouro, Lethicia Lacerda bateu a experiente Elem Silva (APCEF Manaus - AM) por 3 a 2 (13/11, 8/11, 7/11, 11/7 e 12/10) e Brígida Reis (FranTT-Tibhar/Café Morro Grande/Selam/ Piracicaba - SP) por 3 a 0, com parciais de 11/7, 11/9 e 11/6. 
 
A atleta está em grande fase. Além do grande resultado na Copa Brasil, a goiana fez, recentemente, uma excelente campanha nos Jogos Parapan-Americanos de Jovens 2017, que foi disputado em São Paulo (SP), ao faturar duas medalhas de ouro - uma no individual da Classe 7/8 e outra por equipes da Classe 6/10.
 
"Estou bem empolgada. Eu comecei há pouco tempo no Paralímpico e fico surpresa de já estar conseguindo esses bons resultados tão cedo. Estou treinando bastante e quem sabe eu não vá para Tóquio 2020, não é?", projetou Lethicia, que também fez questão de comentar o resultado do pai:
 
"Muito orgulho!".
 
A Confederação Brasileira de Tênis de Mesa conta com recursos da Lei Agnelo/Piva (Comitê Olímpico do Brasil e Comitê Paralímpico Brasileiro) – Lei de Incentivo Fiscal e Governo Federal – Ministério do Esporte.
 

Siga a CBTM nas redes sociais:

FACEBOOK: www.facebook.com/cbtenisdemesa
TWITTER: www.twitter.com/cbtm_tm
INSTAGRAM: @cbtenisdemesa

iDigo | Assessoria de comunicação CBTM
imprensa@cbtm.org.br