Copa Brasil: Wesley Rosa volta a conquistar ouro em Brasília e brinca: 'Vou morar aqui'

23/04/2017 12:20

Atleta da Associação Varginhense de Esporte celebrou o retorno da federação mineira de tênis de mesa

Alexandre Araújo e José Augusto Assis, em Brasília (DF) - 23/04/2017

Foto: Christian Martinez / RGB Studios / CBTM

Ao fazer o 11º ponto do terceiro set, Wesley Rosa (Associação Varginhense de Esporte-MG) jogou a raquete para o alto, levantou os braços e extravasou a alegria. Não era para menos, havia acabado de bater Daniel Carvalho (ACTM Itaim Keiko/Macapá - AP) na final do Absoluto C Masculino da Copa Brasil Centro-Norte-Nordeste I, em Brasília (DF), por 3 sets a 0 (11/9; 11/9 e 11/9). O ouro veio após uma temporada que considerou não satisfatória em termos de resultados e em um lugar onde Wesley está acostumado a celebrar. Ele pôde reviver a conquista que teve na Copa Brasil Centro-Norte-Nordeste I do ano passado, que também aconteceu na capital brasileira.
 
"Estou muito satisfeito. Ano passado eu ganhei em Brasília, tive um ano não tão bom em resultados, batalhei muito e, graças a Deus, estou aqui campeão de novo. Acho até que vou morar aqui (risos)", brincou.
 
Além disso, o título se tornou ainda mais especial. Afinal, foi a primeira competição de 2017, ano que representa uma virada no tênis de mesa de Minas Gerais. No fim do mês passado, a Confederação Brasileira de Tênis de Mesa (CBTM) anunciou a filiação da Federação Mineira de Tênis de Mesa Olímpico e Paralímpico, fazendo com que o estado voltasse ao cenário nacional após algum tempo afastado.
 
"Em Minas, nós batalhamos muito. Agora, estamos voltando com a federação, então, a delegação veio com muita vontade e bem focada. Nos esforçamos muito... Tem atleta que até treina na garagem. Damos o nosso máximo para bater de frente com os melhores do país", disse ele, que completou:
 
"Estamos nos esforçando muito nos treinos, mas, agora, com as competições, vamos conseguir bater ainda mais de frente. Viemos meio cru e, durante as competições, vamos crescendo. Agora, vamos chegar pau a pau logo de cara. Estamos muito motivados. Tem muitos atletas querendo ser campeão mineiro".
 
Durante o torneio, Wesley, além de atleta, também foi técnico e, quando longe da mesa, motivador dos companheiros.
 
"Tudo que envolve o tênis de mesa, estou dentro. Não tem tempo ruim, não", garantiu.
 
A Confederação Brasileira de Tênis de Mesa conta com recursos da Lei Agnelo/Piva (Comitê Olímpico do Brasil e Comitê Paralímpico Brasileiro) – Lei de Incentivo Fiscal e Governo Federal – Ministério do Esporte.
 

Siga a CBTM nas redes sociais:

FACEBOOK: www.facebook.com/cbtenisdemesa
TWITTER: www.twitter.com/cbtm_tm
INSTAGRAM: @cbtenisdemesa

iDigo | Assessoria de comunicação CBTM
imprensa@cbtm.org.br