Copa Latino-Americana: Hugo Calderano e Lin Gui buscam título inédito para disputar Copa do Mundo

01/06/2016 19:17
Na edição passada, Calderano caiu nas quartas de final, enquanto Lin ficou com a medalha de prata
 
Da redação, no Rio de Janeiro (RJ) - 1/6/2016
 
Hugo Calderano (63º colocado no ranking mundial) e Lin Gui (134º) já conquistaram muitos títulos em suas carreiras, mas há um em especial que os dois não têm: a Copa Latino-Americana. A competição, que começa nesta sexta-feira (3) contará com os dois brasileiros motivados para levar o ouro no torneio e, com isso, disputar a Copa do Mundo individual.
 
"Meu objetivo na Copa Latina é me classificar para disputar a Copa do Mundo. Seria uma ótima oportunidade de participar de uma competição muito importante e competir contra os melhores do mundo", disse Calderano.
 
Para isso, o atleta de 20 anos terá de ir melhor do que no ano passado, quando parou nas quartas de final, superado pelo equatoriano Alberto Mino. Segundo Calderano, ele espera mostrar o que sabe e ter um desempenho melhor.
 
"Ano passado não consegui apresentar meu melhor nível, caí muito cedo. Mas espero que nesse ano eu consiga jogar o meu melhor e quem sabe ganhar o título", lembrou.
 
O brasileiro costuma se dar bem em torneio continentais. No ano passado, o mesatenista sagrou-se tricampeão do Campeonato Latino-Americano, além de ter sido medalhista de ouro nos Jogos Pan-Americanos de Toronto.
 
"Espero repetir minha atuação do tricampeonato no Latino. Joguei muito concentrado e agressivo, espero que dessa vez seja igual", afirmou.
 
Antes do Jogos Olímpicos Rio 2016, Calderano ainda tem várias competições para disputar e o desejo do campeão pan-americano é competir bem em todos elas. Logo depois do campeonato continental, o mesatenista viaja para a Ásia para disputar os Abertos da Coreia e do Japão.
 
"Esse será um campeonato muito difícil e ainda vou ter um mês cheio de competições. Além da Copa Latina, jogarei os Abertos da Coreia e do Japão. Espero manter a regularidade nesses três eventos", finalizou.
 
Medalhista de prata em 2015, Lin Gui está motivada para buscar vaga na Copa do Mundo
 
Assim como Calderano, que nunca foi campeão da competição, Lin Gui tem uma motivação a mais para conquistar o campeonato inédito: conseguir uma vaga para a Copa do Mundo individual.
 
"Acho que essa vaga pode ser uma motivação ainda maior para mim. Quero fazer meu melhor em cada jogo da competição e, quem sabe, ser campeã", projetou a mesatenista.
 
Na edição de 2015, em Cuba, o Brasil fez a final feminina na Copa Latino-Americana. Lin Gui e Caroline Kumahara jogaram a decisão e a medalhista de prata foi superada por 4 a 0 (12/10, 12/10, 11/8 e 11/2). Para a chinesa, naturalizada brasileira, Caroline mereceu ter vencido o campeonato.
 
"No começo, o jogo foi disputado. Mas a Carol conseguiu levar a melhor nos momentos difíceis e aguentou até o final. Ela mereceu o título", lembrou Lin.
 
A mesatenista, que está classificada para os Jogos Rio 2016, está tendo uma preparação intensa. Para a atleta do Linz, da Áustria, a sua temporada na Europa foi positiva e agora ela poderá aplicar o que vem aprendendo nos treinos.
 
"Cheguei da Europa há pouco tempo. Lá, eu terminei uma temporada que em geral foi positiva. Agora, nesse período que tem menos competições, quero treinar mais firme e aplicar nos jogos o que aprendi", contou.
 
A Copa Latino-Americana está na sexta edição e será realizada na Cidade da Guatemala. O encerramento da competição acontecerá no domingo (5). O Brasil é o maior medalhista do torneio com 18 pódios - oito ouros, três pratas e sete bronzes.
 

A Confederação Brasileira de Tênis de Mesa conta com recursos da Lei Agnelo/Piva (Comitê Olímpico do Brasil e Comitê Paralímpico Brasileiro) – Lei de Incentivo Fiscal e Governo Federal – Ministério do Esporte.

Siga a CBTM nas redes sociais: 

FACEBOOK: www.facebook.com/cbtenisdemesa
TWITTER: www.twitter.com/cbtm_tm
INSTAGRAM: @cbtenisdemesa

iDigo | Assessoria de comunicação CBTM
imprensa@cbtm.org.br