Em apoio a paratletas, presidente da CBTM participa de reunião por solução em entrave de Bolsa-Atleta

04/01/2017 14:17
Atletas que têm aposentadoria por invalidez ou outras variáveis, junto à Previdência Social, tiveram parte dos benefícios retidos
 
Da redação, no Rio de Janeiro (RJ) - 04/01/2016
 
Em prol dos paratletas do tênis de mesa, o presidente Alaor Azevedo esteve presente em uma reunião, que teve com pauta a busca de uma solução para os problemas ocasionados após uma alteração na regulamentação do programa Bolsa-Atleta, onde quem tem aposentadoria por invalidez ou outras variáveis, junto à Previdência Social, teve parte dos benefícios retidos.
 
O encontro, que aconteceu no fim do ano passado, contou também Luiz Lima e Mosiah Rodrigues, representantes do Ministério do Esporte, e com a deputada federal Mara Gabrilli, que defende várias causas das pessoas com deficiência. Além disso, estiveram presentes o treinador Carlos Koyama e dois mesatenistas: Ecildo Lopes de Oliveira e Kaike Medina.
 
A Confederação Brasileira de Tênis de Mesa (CBTM) enviou um ofício ao Ministério do Esporte em nome dos paratletas que se encontram nesta condição, contestando o ocorrido e pedindo que seja analisada uma saída para tal situação.
 
"Não encontrando nexo de causalidade que pudesse demonstrar o impacto ou correlação da bolsa atleta com a percepção do recurso previdenciário por grande maioria dos atletas paraolímpicos brasileiros, solicitamos a V.Sa. a indicação da relevância ou embasamento legal que configure tal relação", diz trecho do documento, assinado por Alaor Azevedo.
 
A CBTM está acompanhando todo o processo junto aos atletas e já prometeu apoio ao que for necessário durante o caso.
 
A CBTM assumiu o esporte paralímpico da modalidade há alguns anos e, mesmo com o pouco tempo, já conseguiu resultados históricos, como os quatro pódios na Rio 2016. Além disso, a evolução tem sido mostrada nas diversas competições paralímpicas que estão sendo realizadas ao redor de todo o mundo, com o Brasil sempre bem representado.
 

A Confederação Brasileira de Tênis de Mesa conta com recursos da Lei Agnelo/Piva (Comitê Olímpico do Brasil e Comitê Paralímpico Brasileiro) – Lei de Incentivo Fiscal e Governo Federal – Ministério do Esporte.

Siga a CBTM nas redes sociais:

FACEBOOK: www.facebook.com/cbtenisdemesa
TWITTER: www.twitter.com/cbtm_tm
INSTAGRAM: @cbtenisdemesa

iDigo | Assessoria de comunicação CBTM
imprensa@cbtm.org.br