Em mais um desafio no Oriente, Hugo Calderano estreia nesta madrugada no Aberto Platinum do Japão

13/06/2019 10:11

Japonês conhecido dos brasileiros será o primeiro desafio. Adversários mais perigosos só aparecem a partir das quartas de final

FOTO: Hugo Calderano disputa o Aberto do Japão. Crédito: ITTF.

 

Sapporo (JPN), 13 de junho de 2019.

Por: Assessoria de Comunicação – CBTM

Hugo Calderano inicia, na madrugada desta sexta-feira (14), a sua trajetória em mais um evento internacional no Oriente. Depois de ficar entre os 16 melhores na China, a vez agora é do Aberto do Japão, mais uma competição platinum do Circuito Mundial de Tênis de Mesa. Um importante desafio para o brasileiro, oitavo no ranking mundial da modalidade.

O primeiro adversário será o japonês Takuya Jin, número 187 do mundo, às 3h (horário de Brasília). Jin eliminou recentemente, no Aberto da Eslovênia, outro brasileiro: Eric Jouti, nas quartas de final daquele torneio. Portanto, um adversário que pode ser perigoso, apesar de não estar entre os primeiros do ranking.

Caso Calderano passe de fase, jogará poucas horas depois. A partida pelas oitavas de final está marcada para 7h20, contra o vencedor do confronto entre o honconguês Won Chun Ting, 17° do ranking, e o alemão Ruwen Filus, número 83. Os adversários mais perigosos estão previstos para as fases seguintes. O chinês Lin Gaoyuan, número 2 do mundo, pode cruzar o caminho do brasileiro já nas quartas de final.

O momento da temporada é mais um desafio para Hugo Calderano, que atua no Ochsenhausen, da Alemanha, já tendo encerrado sua participação no campeonato local (foi campeão da temporada 2018/2019). O técnico Jean-René Mounie sabe que é preciso um cuidado especial com o atleta, para que ele possa apresentar seu melhor jogo no Japão.

“Estamos aqui desde segunda-feira e ele tenta se adaptar às condições locais. Depois do Aberto da China, Hugo treinou seis dias na Coreia do Sul, evitando voltar pra Europa”, explicou.

Segundo Mounie, os treinos na Coreia do Sul podem ser um diferencial: “Esse período foi bom. Ele chega aqui com boas condições físicas. Essa época é geralmente complicada, porque corresponde ao final da temporada da Bundesliga. No ano passado, em junho, ele estava bem cansado na Ásia. Agora tentamos gerir de forma diferente e estou otimista de que ele possa dar o melhor dele”.

 

A Confederação Brasileira de Tênis de Mesa conta com recursos da Lei Agnelo/Piva (Comitê Olímpico do Brasil e Comitê Paralímpico Brasileiro) - Lei de Incentivo Fiscal e Governo Federal - Ministério do Esporte.
                                                         

FATO&AÇÃO COMUNICAÇÃO

Assessoria de Comunicação da Confederação Brasileira de Tênis de Mesa - CBTM

Claudia Mendes – claudia@fatoeacao.com

Nelson Ayres – nelson@fatoeacao.com

Lucas Mathias (estagiário)

imprensa@cbtm.org.br

fatoeacaocomunicacao@gmail.com

 

Siga a CBTM nas redes sociais:
 
FACEBOOK:
 www.facebook.com/cbtenisdemesa

TWITTER: www.twitter.com/cbtm_tm

INSTAGRAM: @cbtenisdemesa