Em período na China, Lin Gui também é guia e intérprete de atletas brasileiros

21/10/2016 15:18

Foto: Facebook oficial de Bruna Takahashi

Seleção brasileira feminina, além de Rafael Torino, Victor Ishy e o técnico Kazu Kazuoca passarão um mês em intercâmbio no outro lado do mundo

Da redação, no Rio de Janeiro (RJ) - 21/10/2016

Nos últimos dias, Lin Gui assumiu diversas funções. Além de atleta de tênis de mesa, foi guia de viagem e até intérprete! Isso porque, a seleção brasileira feminina - que conta ainda com Bruna Takahashi e Caroline Kumahara -, além de Rafael Torino, Victor Ishy e o técnico Kazu Kazuoca, estão passando por um período de treinamento na China, país natal dela.

Lin - que chegou ao Brasil com 12 anos e se naturalizou aos 18, em 2012 - ajudou bastante os companheiros no tempo em que esteve com eles e ressalta que ensinou coisas que poderão usar no dia a dia. Ela já deixou o país e partiu rumo à Europa, onde vai jogar na Primeira Divisão de Portugal.

"Como eles vão ficar mais tempo lá, passei algumas coisas úteis (risos). Funcionei como uma intérprete. Na China, as pessoas ainda não falam muito inglês, então, existe essa dificuldade com a língua. Neste período, ajudei a eles a conhecer o clube, saber como funcionam as coisas, sair do clube, fazer compras... Também levei eles para conhecer a cidade", disse.

Além de realizar um treinamento intenso, o intercâmbio na China serviu também para Lin, que representou o Brasil nos Jogos Olímpicos Rio 2016, matar a saudade. Ela teve um pequeno tempo de folga para rever alguns familares:

"Consegui uns quatro dias para vistar minha família. É sempre bom! Depois do feriado chinês, me integrei à seleção para os trabalhos lá".

Bruna Takahashi, que foi a atleta mais jovem da deleção brasileira na Rio 2016, salientou o auxílio de Lin também durante os treinos.

"Ela nos ajudou bastante. Em alguns exercício, as meninas não sabiam explicar o treino e ela conseguia traduzir", lembrou.

Lin Gui defende o ACD São João da Primeira Divisão de Portugal. Na primeira partida da temporada, a brasileira ajudou a sua equipe a bater o CTM Mirandela por 3 jogos a 2. Sua próxima partida pelo São João será contra o GD Toledos no dia 5 de novembro, às 12h (horário de Brasília).

A Confederação Brasileira de Tênis de Mesa conta com recursos da Lei Agnelo/Piva (Comitê Olímpico do Brasil e Comitê Paralímpico Brasileiro) – Lei de Incentivo Fiscal e Governo Federal – Ministério do Esporte.

Siga a CBTM nas redes sociais:

FACEBOOK: www.facebook.com/cbtenisdemesa
TWITTER: www.twitter.com/cbtm_tm
INSTAGRAM: @cbtenisdemesa

iDigo | Assessoria de comunicação CBTM
imprensa@cbtm.org.br