Em revanche contra japonês, Calderano se despede do T2 Diamond nas oitavas de final

21/11/2019 12:25

Brasileiro foi derrotado por Koki Niwa, adversário batido nas quartas do Aberto da Áustria, na semana anterior

FOTO: Hugo Calderano parou nas oitavas. Crédito: ITTF.

 

Singapura (SGP), 21 de novembro de 2019.

Por: Assessoria de Imprensa – CBTM

O brasileiro Hugo Calderano se despediu, na manhã desta quinta-feira (21), da etapa do T2 Diamond, em Singapura (SGP), competição que reúne os melhores do ranking mundial de tênis de mesa. Ele caiu para o japonês Koki Niwa, por 4 a 2 (10/11, 11/8, 6/11, 11/3, 3/5 e 2/5), nas oitavas de final do torneio.

E o novo duelo contra Koki Niwa começou muito equilibrado. Na semana passada, eles se enfrentaram nas quartas de final do Aberto da Áustria, com o brasileiro levando a melhor. O primeiro set foi até o limite do empate em 10 a 10 e o japonês confirmou o ponto decisivo (no T2 Diamond, os sets não duram mais do que 11 pontos).

No segundo set, Calderano estava bem mais à vontade na mesa. Chegou a abrir quatro pontos de diferença, permitiu o empate em 8 a 8, mas voltou a ter as rédeas do jogo e fechou, com o último ponto em um longo rali, onde os dois atletas demonstraram grande habilidade.

O panorama se inverteu no terceiro set. Era Niwa quem controlava as ações na mesa e também abriu 8 a 4 no marcador. Mas o brasileiro não conseguiu reação e o japonês obteve sua vitória mais fácil no jogo.

Calderano voltou arrasador para o quarto set. Chegou a abrir 8 a 0 no placar, com o japonês mal conseguindo devolver as bolas. A vitória por 11 a 3 dava mais tranquilidade ao brasileiro para o T5, já que o limite de 24 minutos de partida, estabelecido pelas regras do torneio, estava esgotado.

Num set tão curto, qualquer instabilidade é fatal. Calderano e Niwa começaram a quinta parcial praticamente trocando pontos, mas o japonês foi melhor no momento decisivo. E continuou dificultando a vida do brasileiro no sexto set, sem possibilidade de reação de Calderano.

“O Hugo mostrou algumas coisas boas, mas, infelizmente, faltou regularidade. Talvez com um formato clássico, ele teria mais chances de ganhar. Porém, a partir de 2 a 2, tivemos a melhor de 5 pontos e Niwa geriu melhor essa situação. O Hugo se empenhou bastante, mas foi bem difícil se focar cem por cento em um evento comercial. O estilo de jogo dele é muito exigente e, sem estar totalmente preparado mentalmente, a qualidade do jogo dele não é igual à dos eventos regulares do Circuito. Temos um final do ano com competições chaves, vamos preparar isso na Ásia da melhor forma possível”, analisou o técnico Jean-René-Mounie.

Hugo Calderano segue na Ásia e se prepara para a disputa da Copa do Mundo Individual Masculina, em Chengdu, na China, a partir do dia 29.

 

FATO&AÇÃO COMUNICAÇÃO

Assessoria de Imprensa da Confederação Brasileira de Tênis de Mesa - CBTM

Claudia Mendes - claudia@fatoeacao.com
Nelson Ayres – nelson@fatoeacao.com

imprensa@cbtm.org.br
fatoeacaocomunicacao@gmail.com

 

Siga a CBTM nas redes sociais:

FACEBOOK: www.facebook.com/cbtenisdemesa

TWITTER: www.twitter.com/cbtm_tm

INSTAGRAM: @cbtenisdemesa