Embaixador dos Jogos Escolares, Hoyama aponta: 'Primeiro passo para alcançarem objetivos'

17/11/2017 14:38

Mesatenista lembrou ainda a importância que a próxima temporada terá para preparação visando o Pan-Americano

Da redação, no Rio de Janeiro (RJ) - 17/11/2017

Foto: Alexandre Loureiro / Exemplus / COB

Grande nome do esporte brasileiro, o mesatenista Hugo Hoyama é um dos embaixadores dos Jogos Escolares da Juventude, que acontece em Brasília, entre os dias 17 e 23 deste mês. O atual técnico da seleção brasileira feminina de tênis de mesa ressaltou a importância que competições como esta têm na formação da carreira de um atleta, lembrando um dos principais nomes da modalidade atualmente.

“Adoro ser embaixador desse evento. Já participei de várias edições e é muito legal poder ver esses jovens, conversar com eles... Eventos como esse são importantes para a carreira. Vários atletas que chegaram às seleções principais já disputaram, como o Hugo Calderano. Então, é o primeiro passo para, quem sabe, poderem alcançar os objetivos no esporte, como chegar à seleção, disputar competições internacionais”, disse Hoyama, que completou:

“Para mim também é um evento que motiva muito a continuar o trabalho. Esse reconhecimento é muito legal”.

Hugo lembrou que, na época em que tinha a idade dos atletas que estão nesta edição dos Jogos Escolares (entre 15 e 17 anos), não pôde ter um torneio com tudo que é oferecido atualmente.

“Eu, infelizmente, não tive a oportunidade de disputar jogos escolares com essa organização. Sempre falo a eles que eles têm de aproveitar bastante essa chance. É uma competição muito bem organizada. Fora a competição, o pessoal se encontra no centro de convivência, tem contato com jovens de outras modalidades, faz amizade. Isso é importante”, apontou.

Hugo Hoyama já foi o maior brasileiro medalhista de ouro em Pan-Americanos  (atingiu a marca em 2007, no Pan do Rio, quando ganhou por equipe e chegou a nona medalha) e, por isso, sabe da importância que a próxima temporada terá para o tênis de mesa brasileiro.

“No geral, infelizmente, não foi um ano muito bom pelas dificuldades que o Brasil vive. Mas em termos de resultados, foi positivo. O Hugo Calderano voltou a ficar entre os 20 melhores do mundo, a seleção feminina conquistou o ouro no Pan por equipes, vencendo os Estados Unidos na final... Mostra que foi um passo importante. É continuar trabalhando e esperar que possamos ter recursos melhores para o ano que vem. Em 2018, vai ter Mundial e será um ano que servirá como preparativo importante para o Pan de 2019”, afirmou.

Além de Hugo Hoyama, também são embaixadores dos Jogos Escolares da Juventude, Caio Bonfim (atletismo), Vanderlei Cordeiro de Lima (atletismo), Fabiana da Silva (badminton), Kelly Santos (basquete), Henrique Avancini (ciclismo), Lenísio (futsal), Francielly Machado (ginástica rítmica), Silva Helena Pitombeira (handebol),  Érika Miranda (judô), Lais Nunes (luta olímpica), Joanna Maranhão (natação), Helia Pinto, a Fofão (vôlei) e Emanuel Rego (vôlei de praia).

A Confederação Brasileira de Tênis de Mesa conta com recursos da Lei Agnelo/Piva (Comitê Olímpico do Brasil e Comitê Paralímpico Brasileiro) – Lei de Incentivo Fiscal e Governo Federal – Ministério do Esporte.

Siga a CBTM nas redes sociais:

FACEBOOK: www.facebook.com/cbtenisdemesa
TWITTER: www.twitter.com/cbtm_tm
INSTAGRAM: @cbtenisdemesa

Assessoria de comunicação CBTM
imprensa@cbtm.org.br