Equipe de Hugo Calderano cai fora de casa e para nas semifinais da Liga Alemã

25/04/2016 10:18

Brasileiro havia sido decisivo no primeiro confronto, com duas vitórias, mas foi superado neste domingo

Foto: Nicolai Schaal

Da redação, no Rio de Janeiro (RJ) – 25/4/2016

O Liebherr Ochsenhausen, equipe de Hugo Calderano (59º colocado no ranking mundial), foi derrotado neste domingo (24), pelo segundo confronto das semifinais da Liga Alemã – 3 partidas a 0, diante do Saarbrücken. O brasileiro foi o segundo a ir à mesa e acabou superado por Bojan Tokic (59º) – 3 a 1, parciais de 11/7, 10/12, 11/8 e 11/8.

No primeiro duelo, Calderano foi fundamental para a vitória por 3 a 2 do Ochsenhausen ao bater o português Tiago Apolonia (20º) e o próprio Tokic (59º). Nas outras partidas deste domingo, Apolonia bateu o francês Simon Gauzy (23º) por 3 a 0 (11/9, 13/11 e 11/4) na partida inicial; já Adrien Mattenet (53º) confirmou a ida do Saarbrücken para a decisão da Liga de forma emocionante: 3 a 2 em cima do polonês Jakub Dyjas (44º), parciais de 8/11, 11/9, 6/11, 11/9 e 11/4.

Na grande final, os algozes do Ochsenhausen enfrentarão o atual campeão Borussia Düsseldorf. A equipe da lenda alemã Timo Boll já havia vencido o RhönSprudel Fulda-Maberzell no jogo de ida por 3 partidas a 0, e ontem confirmou o favoritismo com outro triunfo, por 3 a 1. O duelo pelo título está marcado para o dia 22 de maio.

Campanha sólida e mais uma boa temporada de Hugo na Alemanha

Com este resultado, Hugo Calderano chegou à sua quarta derrota na temporada 2015/16, onde somou dez vitórias. Disputando a Bundesliga pelo segundo ano consecutivo, ele obteve mais dois resultados positivos em relação ao ano passado e ajudou a equipe a retornar aos playoffs, onde não chegava desde a temporada 2012/2013, quando foi vice-campeã.

Este ano, o Ochsenhausen avançou às semifinais com a terceira melhor campanha na fase de classificação, em que teve 13 vitórias e cinco derrotas. Além disso, chegou a liderar a competição na reta final e por pouco não terminou a primeira fase em primeiro lugar.

A Confederação Brasileira de Tênis de Mesa conta com recursos da Lei Agnelo/Piva (Comitê Olímpico do Brasil e Comitê Paralímpico Brasileiro) – Lei de Incentivo Fiscal e Governo Federal – Ministério do Esporte.

Siga a CBTM nas redes sociais:

FACEBOOK: www.facebook.com/TMBrasil
TWITTER: www.twitter.com/cbtm_tm
INSTAGRAM: @cbtenisdemesa

iDigo | Assessoria de comunicação CBTM
imprensa@cbtm.org.br