Eric Jouti é o calouro entre os mesa-tenistas do Brasil na Copa do Mundo

14/02/2018 13:50
Atleta encara horas de treinamentos diários puxados, mas relaxa ouvindo música eletrônica

FOTO DE ARQUIVO: Eric Jouti em ação no Aberto da Hungria, em janeiro. Crédito: ITTF.

 

Rio de Janeiro (RJ), 14 de fevereiro de 2018.
Por: Assessoria de Comunicação - CBTM
 

Um atleta focado, ligado nos mínimos detalhes. E ele não reclama das horas de treino. Esse é Eric Jouti, um mesa-tenista de 23 anos, morando na Dinamarca desde agosto do ano passado. Este paulistano, atualmente número 92 do ranking mundial, é um dos convocados para a Copa do Mudo por Equipes de Tênis de Mesa, que será disputada de 22 a 25 deste mês, em Londres.


“Treino de segunda a segunda. Poucas vezes tenho o dia inteiro de descanso. Treino um período no sábado e no domingo. Pela manhã, focamos nos bloqueios, priorizando o trabalho de pernas. Na parte da tarde, fazemos mais o ‘robô”, com o técnico lançando. E ainda tem a academia três vezes na semana depois dos treinos da tarde”, enumera Jouti.

Ufa... Com tanto trabalho assim, só mesmo dando uma relaxada nas poucas horas de lazer. Mas, por vezes, nem assim ele esquece as raquetes: “vejo vídeos de top players de tênis e tênis de mesa”, confessa.

Na música, prefere os hits do pop e da música eletrônica. O mais inusitado e interessante do atleta é seu gosto pela leitura de livros de psicologia. “Gosto bastante. Procuro entender um pouco mais sobre a mente humana e como agir em algumas situações que acontecem no dia a dia”, revela.

Na cozinha, prefere a culinária básica, que ele mesmo cozinha. “Coisas que não demorem muito. Nossa vida é muito corrida”. Sobre o idioma dinamarquês, ele confessa que é bem difícil: “ainda nem tentei aprender, mas não é uma coisa chata de escutar”, brinca.

Poucas vezes durante a temporada, Jouti visita a família no Brasil. “A saudade é sempre grande. Mas só vou para o Brasil quando termina a temporada. Meus pais dificilmente vêm para cá”, conta.

De estilo clássico ofensivo revela que não adianta ficar sonhando com um ideal. É fundamental foco e muito trabalho para chegar no objetivo: “Por isso, me empenho ao extremo. Sei que só assim poderei chegar aonde quero”, finaliza, sempre confiante.
 
A SELEÇÃO NA COPA DO MUNDO POR EQUIPES

Para a competição em Londres, a Seleção Brasileira será formada por Eric Jouti, Gustavo Tsuboi e Hugo Calderano no masculino, e Bruna Takahashi, Caroline Kumahara e Lin Gui no feminino. O técnico da equipe masculina será Francisco Arado, o Paco, e o da equipe feminina será Lincon Yasuda.

 

A Confederação Brasileira de Tênis de Mesa conta com recursos da Lei Agnelo/Piva (Comitê Olímpico do Brasil e Comitê Paralímpico Brasileiro) - Lei de Incentivo Fiscal e Governo Federal - Ministério do Esporte.


FATO&AÇÃO COMUNICAÇÃO

Assessoria de Comunicação da Confederação Brasileira de Tênis de Mesa - CBTM

Claudia Mendes - (21) 98414-2743
Marcio Menezes - (21) 98107-6162
imprensa@cbtm.org.br
 
 
Siga a CBTM nas redes sociais:
 
 Facebook  Twitter  Instagram