Hugo Calderano fecha a participação no Aberto da Coreia do Sul entre os oito melhores da competição

21/07/2018 03:30

Brasileiro perde nas quartas para o chinês Lin Gaoyuan, número 3 do mundo, e faz a segunda melhor participação entre os Top-10 do ranking

FOTO: Hugo Calderano foi eliminado do Aberto da Coreia do Sul. Crédito: ITTF.

 

Daejeon (KOR), 21 de julho de 2018.

Por: Assessoria de Comunicação - CBTM

Hugo Calderano encerrou, na madrugada deste sábado (21), mais uma grande participação em um torneio platinum do Circuito Mundial, equivalente ao Grand Slam do tênis de mesa. O brasileiro, número 10 do mundo, perdeu nas quartas de final do Aberto da Coreia do Sul, em Daejeon, para o chinês Lin Gaoyuan, 3º no ranking, por 4 a 2 (7/11, 11/9, 6/11, 11/6, 1/11 e 8/11).

Além de ter ficado entre os oito melhores da competição, Calderano fez uma grande participação se compararmos os desempenhos dos Top-10 mundiais que participaram da disputa na Coreia do Sul. O adversário que o derrotou foi o único da lista a seguir no torneio. O brasileiro e o sul-coreano Lee Sangsu (7º colocado) conseguiram chegar nas quartas de final.

O jogo foi cheio de alternativas e muito agradável para a torcida. O chinês começou o primeiro set melhor. Calderano tentou equilibrar a partida, mas não conseguia encaixar seus melhores ataques. Gaoyaun abriu vantagem na metade do set e desconcentrou totalmente o brasileiro, fechando em 11 a 7.

Calderano voltou inspiradíssimo para o segundo set. Com ralis realmente espetaculares, abriu 4 a 0 no placar e manteve a vantagem até quase o fechamento, quando o chinês reagiu. O técnico Jean-René Mounie pediu tempo e o brasileiro voltou a se encontrar na mesa, para finalmente fechar em 11 a 9.

No terceiro set, Calderano e Gaoyuan começaram trocando pontos e se revezando na frente do placar, até 4 a 4. O brasileiro abriu dois pontos de vantagem e parecia ter tudo a seu favor. Mas o chinês dominou a mesa a partir deste momento, fechando em 11 a 6.

O quarto set voltou a ser do brasileiro. Preciso nos contra-ataques e se defendendo muito bem, Calderano foi desequilibrando o adversário pouco a pouco na mesa, abriu vantagem e não permitiu a reação do chinês, devolvendo o 11 a 6 da parcial anterior.

No quinto set, cada adversário marcou um ponto no início. A partir daí o chinês acertou quase tudo o que tentou e Calderano não conseguiu reagir na mesa, em seu pior momento na competição: 11 a 1.

Calderano voltou a equilibrar o jogo no sexto set. Após 4 a 4 no placar, permitiu que o chinês abrisse quatro pontos de vantagem. O brasileiro iniciou uma reação, fazendo com que o oponente pedisse tempo, mas era tarde: 11 a 8 e fim de torneio para o número 10 do mundo.

 

A Confederação Brasileira de Tênis de Mesa conta com recursos da Lei Agnelo/Piva (Comitê Olímpico do Brasil e Comitê Paralímpico Brasileiro) - Lei de Incentivo Fiscal e Governo Federal - Ministério do Esporte.
 

FATO&AÇÃO COMUNICAÇÃO

Assessoria de Comunicação da Confederação Brasileira de Tênis de Mesa - CBTM

Claudia Mendes – claudia@fatoeacao.com

Nelson Ayres – nelson@fatoeacao.com

imprensa@cbtm.org.br

fatoeacaocomunicacao@gmail.com

                                                         

Siga a CBTM nas redes sociais:
 
FACEBOOK:
 www.facebook.com/cbtenisdemesa

TWITTER: www.twitter.com/cbtm_tm

INSTAGRAM: @cbtenisdemesa