Hugo Hoyama acha difícil mas não descarta disputar a Olimpíada de 2016

07/03/2012 16:05

Na relação de inscritos para o Torneio Individual do Campeonato Latino-Americano conquistava o nome de Hugo Hoyama. No entanto, depois de conquistar a vaga para Londres na Seletiva Olímpica, realizada no Centro de Educação Física Almirante Adalberto Nunes, o Cefan da Marinha, no Rio de Janeiro, o atleta alegou ter que resolver problemas particulares e voltou para São Paulo.

Nos últimos dois dias o maior ídolo da história do Tênis de Mesa brasileiro vem sendo solicitado para muitas entrevistas e recebeu centenas de e-mails e mensagens pelo Twitter e Facebook de fãs do Brasil e do exterior. Hugo agradecer o carinho de todos e garantiu que continuará treinando com o mesmo empenho e dedicação até as Olimpíadas para mais uma vez representar bem o país.

--- Obrigado a todos pelas mensagens, isso me conforta muito e me dá muita motivação para seguir lutando --- afirmou Hugo.

--- Para Londres essa torcida também será muito importante. Todos sabem que será muito difícil, mas lutarei para obter o melhor resultado possível. Grande beijo e abraço a todos --- competou.

Barcelona, Atlanta, Sydney, Atenas, Pequim, Londres e, quem sabe, Rio de Janeiro. Desde 1992, Hugo Hoyama é figurinha repetida do Brasil nas Olimpíadas. Em 2016, quando o país receberá o evento poliesportivo mais importante do mundo, Hoyama terá 47 anos. Mesmo assim, não descarta competir, apesar de considerar difícil.

--- Sempre falo que vou continuar treinando, mesmo após Londres. Enquanto eu me sentir bem para representar o Brasil e tiver condições de competir, vou tentar ajudar meu país. Mas acho que fica um pouco difícil para mim os Jogos do Rio, em 2016. Quero me dedicar um pouco mais ao Instituto Hugo Hoyama, para tentar colocar o tênis dentro das escolas --- disse o paulista, que igualará em Londres a marca do velejador Torben Grael, que também disputou seis Olimpíadas.