Hugo Hoyama vai disputar sua sexta Olimpíada em Londres

05/03/2012 20:14

O maior ídolo da história do Tênis de Mesa brasileiro, dono de dez medalhas de ouro em Jogos Pan-Americanos, continua desafiando o tempo e mostrando que é possível permanecer jogando em alto nível mesmo depois dos 40 anos.

Hugo Hoyama, a lenda viva, o mito, conquistou nessa segunda-feira histórica a vaga para disputar sua sexta Olimpíada, na Seletiva que aconteceu no Centro de Educação Física Adalberto Nunes, o Cefan da Marinha, no Rio de Janeiro.

O outro classificado do dia no masculino foi o paraguaio Marcelo Aguirre, que derrotou Cazuo Matsumoto. No feminino, além de Caroline Kumahara, a mexicana Yadira Silva também garantiu presença em Londres.

Depois de ver Gustavo Tsuboi vencer o primeiro dia de Seletiva, Hugo Hoyama sabia que precisava conquistar a vaga jogando, pois apenas dois atletas por país podem participar do Torneio Individual em Jogos Olímpicos.

Na rodada de abertura Hugo passou pelo peruano Juan Acosta e depois venceu o cubano Yohan Mora. No terceiro jogo, considerado o mais difícil, derrotou o jovem talento mexicano Marcos Madrid, vice-campeão no Pan de Guadalajara.

Na semifinal contra Dexter St Louis, de Trinidad e Tobago, Hugo entrou muito concentrado e desde o início deu sinais de que não perderia a partida de forma alguma. Quando marcou o último ponto, caiu de costas no chão, de braços abertos, depois levou as mãos ao rosto para disfarçar o choro de emoção.

--- Acho que todo atleta tem que traçar um objetivo e depois correr atrás dele, independentemente da idade ou de qualquer outra dificuldade. Minha experiência mostrou isso, o Tênis de Mesa é um esporte onde o mais complicado é a cabeça --- afirmou Hugo, garantindo a pressão e o risco de ficar de fora da maior festa do esporte o fizeram crescer na competição.

--- Fui subindo de produção ao longo da Seletiva e para esta partida específica tive paciência para defender os golpes do Dexter, que é um jogador muito agressivo, mas no fim deu tudo certo.  Vou para Londres como se fosse a minha primeira Olimpíada, vou lá para jogar é claro, mas também para curtir esse clima que só quem já foi sabe --- completou.

Além da alegria de conquistar a vaga para sua sexta Olimpíada, Hugo se disse satisfeito também em constatar a evolução do Tênis de Mesa brasileiro, que já conseguiu classificar quatro atletas, entre eles a jovem Caroline Kumahara, símbolo da renovação e a certeza de um futuro promissor para a modalidade no país.

--- Estou muito feliz com a conquista da Caroline, que aos 16 anos já vai para sua primeira Olimpíada. Isso prova que o Tênis de Mesa feminino vem evoluindo muito também --- avaliou Hugo.