'Indo bem', afirma Hugo Calderano sobre recuperação de lesão na perna direita

10/03/2017 09:25
Atleta brasileiro passou por um período na França para tratamento e demonstra confiança por retorno em breve 
 
Da redação, no Rio de Janeiro (RJ) - 10/03/2017
 
Foto: ITTF
 
Em recuperação de uma lesão muscular na parte posterior da perna direita, Hugo Calderano garante que o tratamento está caminhando de forma positiva e se mostra confiante para retornar às atividades muito em breve. O atleta, que defende o Ochsenhausen (ALE), revela que passou um período na França e aponta que o tempo longe da mesa não será um problema para que possa atuar novamente em alto nível.
 
O brasileiro demonstra estar focado em ajudar o Ochsenhausen na fase final do Campeonato Alemão e em chegar 100% no Mundial de tênis de mesa, que acontecerá no fim de maio.
 
"A recuperação está indo bem. Fui para um centro no sul da França para me recuperar e acho que isso me ajudou. Pretendo voltar a treinar essa semana e ir subindo a carga horária aos poucos, para evitar qualquer tipo de complicação. Já tinha parado duas vezes durante 3 meses por conta de cirurgias, então, agora, estou tranquilo e sei que vou conseguir voltar à minha melhor forma em breve.  Meu próximo objetivo vai ser chegar bem nos playoffs da Bundesliga, que vai ser em abril, e, depois, no Mundial de Düsseldorf (Alemanha)", disse.
 
Para o técnico Jean-René, Calderano ainda sentirá a falta de ritmo neste retorno, mas a pausa foi importante para que ele estivesse completamente recuperado e pudesse alcançar o nível que vinha apresentando anteriormente.
 
"Faltará ritmo de jogo, mas a prioridade é a saúde dele. Se ele se sentir bem fisicamente, o nível dele voltará muito rapidamente e ele deverá ter mais oportunidade de encarar o trabalho necessário para alcançar uma meta de nível mundial", avisou.
 
Por conta da lesão, Hugo Calderano ficou fora do Aberto do Catar - competição em que Gustavo Tsuboi foi o único representante brasileiro. Desta forma, depois de ocupar a 17ª colocação do ranking mundial, em fevereiro, acabou caindo para a 23ª colocação, na lista divulgada neste mês.
 

A Confederação Brasileira de Tênis de Mesa conta com recursos da Lei Agnelo/Piva (Comitê Olímpico do Brasil e Comitê Paralímpico Brasileiro) – Lei de Incentivo Fiscal e Governo Federal – Ministério do Esporte.

Siga a CBTM nas redes sociais:

FACEBOOK: www.facebook.com/cbtenisdemesa
TWITTER: www.twitter.com/cbtm_tm
INSTAGRAM: @cbtenisdemesa

iDigo | Assessoria de comunicação CBTM
imprensa@cbtm.org.br