Israel Stroh e Henrique Narita participam de evento em São José do Rio Preto e se impressionam com o crescimento da modalidade na região

14/11/2016 15:59

Atletas foram ao Sesc da cidade e conversaram com jovens e curiosos que se interessam pelo esporte

Da redação, no Rio de Janeiro (RJ) - 14/11/2016

A cada dia, o tênis de mesa aumenta o seu número de praticantes e de apaixonados pelo esporte. A modalidade está tomando o país e saindo dos centros, onde a prática já é difundida. Exemplo disso, foi um evento em que o medalhista de prata nos Jogos Paralímpicos, Israel Stroh, e o mesatenista Henrique Narita participaram na início da última semana em uma cidade do interior de São Paulo distante dos grandes centros de treinamento . Os atletas fizeram uma demonstração e conversaram com jovens que se interessam pela modalidade no Sesc de São José do Rio Preto (SP).

No evento, os mesatenistas abriram as atividades ao falar um pouco para o público sobre as suas respectivas carreiras e sobre histórias do esporte, além de responderam perguntas dos participantes e bateram bola com os jovens. Israel conta que se surpreendeu com o trabalho que é realizado na região, apesar de ser longe dos locais onde a prática do tênis de mesa é forte.

"Foi muito bom esse evento. São José do Rio Preto fica em uma região bem afastada do centro do tênis de mesa paulista e eu não imaginava que lá havia muito trabalho na modalidade. Na região, há equipes em cidades como Fernandópolis e Olímpia, Rio Preto também tem equipes de escolas", disse o mesatenista, que completou:

"Foi legal conhecer esse pessoal e saber que eles já nos conheciam. Se essa nossa visita fazer eles sonharem mais com o esporte, vai ser muito legal", afirmou.

Apesar de o evento ter sido realizado no domingo (6), último dia de competições do Campeonato Brasileiro SAN-Ei de Verão, em Chapecó (SC), o paratleta fala que ele e Narita (os dois participaram da competição em Santa Catarina) fizeram questão de fazer essa viagem para participar da atividade no interior paulista.

"No Brasileiro, nós ficamos até sexta-feira (4). Saímos de lá rapidinho, direto para São José do Rio Preto para chegar a tempo no evento. A gente quis fazer esse esforço", concluiu.

A Confederação Brasileira de Tênis de Mesa conta com recursos da Lei Agnelo/Piva (Comitê Olímpico do Brasil e Comitê Paralímpico Brasileiro) – Lei de Incentivo Fiscal e Governo Federal – Ministério do Esporte.

Siga a CBTM nas redes sociais: 

FACEBOOK: www.facebook.com/cbtenisdemesa
TWITTER: www.twitter.com/cbtm_tm
INSTAGRAM: @cbtenisdemesa

iDigo | Assessoria de comunicação CBTM
imprensa@cbtm.org.br