Jogos Olímpicos: Com grande apoio da torcida, Lin Gui bate espanhola Galia Dvorak

06/08/2016 13:57

Fotos: Christian Martinez/CBTM

Chinesa naturalizada brasileira se emocionou com o carinho que recebeu vindo da arquibancada do Riocentro

Do Riocentro, no Rio de Janeiro (RJ) - 06/08/2016

O tênis de mesa brasileiro permanece brilhando neste primeiro dia de competição! Em uma espécie de revanche contra a espanhola Galia Dvorak, Lin Gui venceu por 4 sets a 2 (11/1; 5/11; 11/6; 3/11; 11/9 e 11/6) e passou para a segunda fase da competição, quando vai enfrentar Elizabeta Samara, da Romênia, atual número 29 do ranking mundial. Ela volta à mesa ainda na noite deste sábado, às 20h30.

Lin Gui entrou na arena de jogo, no Riocentro, ovacionada pelo público. A cada ponto brasileiro, os gritos e palmas da arquibancada aumentavam o volume e criavam uma atmosfera ainda mais verde e amarela. Depois de um começo arrasador, Lin acabou derrotada no segundo set. O equilíbrio da partida se deu até o quarto set, com o empate em 2 a 2 no placar. Porém, com o apoio da torcida, técnica e garra, a brasileira conseguiu vencer o quinto e sexto sets, garantindo vaga na próxima fase e podendo comemorar muito com os presentes ao ginásio.

O anseio dos presentes por um bom resultado do nosso time foi tão grande, que, em certo momento, a própria Lin teve de pedir para que os barulhos diminuíssem e Galia Dvorak pudesse sacar, dando continuidade à partida.

O incentivo dos brasileiros chegou a emocionar Lin Gui, que, logo após a partida, exaltou todo o carinho dedicado a ela.

"Agradeço do fundo do meu coração a todos que torceram por mim. Não só aos que vieram aqui, mas também aos que estavam pela TV. Recebi muita energia positiva. Pode ter certeza. Foi muito legal, não tenho nem palavras para explicar essa sensação", disse.

A atleta acredita que a diferença no placar no primeiro set se deu pelos modos distintos com que cada uma entrou para o jogo.

"No começo do jogo, entrei muito animada. Acho que ela estava calma ainda e, assim, consegui uma vantagem. Acredito que no primeiro set tenha conseguido colocar mais pressão nela e, depois, só aproveitei o momento", afirmou.

A Confederação Brasileira de Tênis de Mesa conta com recursos da Lei Agnelo/Piva (Comitê Olímpico do Brasil e Comitê Paralímpico Brasileiro) – Lei de Incentivo Fiscal e Governo Federal – Ministério do Esporte.

Siga a CBTM nas redes sociais:

FACEBOOK: www.facebook.com/cbtenisdemesa
TWITTER: www.twitter.com/cbtm_tm
INSTAGRAM: @cbtenisdemesa

iDigo | Assessoria de comunicação CBTM
imprensa@cbtm.org.br