Jogos Olímpicos: Gustavo Tsuboi acaba derrotado em estreia na Rio 2016

06/08/2016 22:12

Foto: Christian Martinez/ CBTM

Brasileiro teve bons momentos na partida, mas não conseguiu aproveitar as oportunidades e deu adeus precocemente

Alexandre Araújo, no Rio de Janeiro (RJ) - 6/8/2016

Uma pena! Gustavo Tsuboi fez a estreia nos Jogos Olímpicos Rio 2016 na noite deste sábado (6) e acabou derrotado por Jianan Wang, chinês naturalizado pelo Congo, por 4 sets a 0, com parciais de 7/11, 9/11, 4/11 e 11/13. Mesmo com o resultado, Tsuboi recebeu o carinho da torcida presente ao Riocentro, que gritou seu nome e o aplaudiu após a partida. Emocionado, o atleta brasileiro reverenciou os presentes.

Tsuboi começou bem e, durante os primeiros pontos, fez um jogo parelho com Wang. Porém, não conseguiu manter o ritmo e acabou derrotado no primeiro set. Já no segundo, apresentou melhora e até teve bem perto de fechar, mas desperdiçou oportunidades e sofreu a virada. Empolgado, Wang conseguiu dominar o terceiro set e venceu sem sustos. O que não aconteceu no quarto, quando, mais uma vez, o brasileiro pôde derrotar o adversário, mas as chances escaparam.

Tsuboi admitiu o nervosismo durante a partida e ressaltou que a falta de informação sobre o adversário, que não está tão ativo no cenário mundial, influenciou no resultado do confronto.

"Comecei um pouco nervoso. E o fato de nunca ter jogado contra ele, que não aparece muito no cenário, também pesou. Sabia que era um jogador de bom nível, mas foi difícil estudar o jogo dele. O vi treinando aqui, assisti a alguns vídeos, mas é diferente de jogar. Foi difícil me adaptar. Ele tem um jogo sólido, consistente. Saca de uma forma com que o jogo fique favorável a ele. Acho que fiquei sempre sob pressão e não consegui impor o meu estilo de jogo. Infelizmente não consegui aproveitar as oportunidades que poderiam me fazer crescer", disse.

O atleta brasileiro lamentou a despedida precoce da Rio 2016 muito também por conta do apoio que recebeu da torcida.

"É uma pena. Uma competição grandiosa como essa, em casa, na frente da torcida brasileira... Com certeza, todo mundo quer sair com a vitória, mas esporte é isso. Só um sai vitorioso e esse é o que estiver em melhor momento. Acho que, hoje, ele conseguiu controlar melhor os nervos e soube colocar o estilo dele", ressaltou.

A Confederação Brasileira de Tênis de Mesa conta com recursos da Lei Agnelo/Piva (Comitê Olímpico do Brasil e Comitê Paralímpico Brasileiro) – Lei de Incentivo Fiscal e Governo Federal – Ministério do Esporte.

Siga a CBTM nas redes sociais:

FACEBOOK: www.facebook.com/cbtenisdemesa
TWITTER: www.twitter.com/cbtm_tm
INSTAGRAM: @cbtenisdemesa

iDigo | Assessoria de comunicação CBTM
imprensa@cbtm.org.br