Jogos Paralímpicos: Seleção brasileira faz treino em arena do Riocentro e atletas já imaginam casa cheia

02/09/2016 19:36
Foto: Fernando Maia/CPB/MPIX
 
Atletas fizeram atividades nas mesas onde acontecerão as partidas pela Paralimpíada Rio 2016
 
Da redação, no Rio de Janeiro (RJ) - 2/9/2016
 
Os atletas paralímpicos da seleção brasileira de tênis de mesa tiveram contato com a mesa de jogo na tarde desta sexta-feira (2). Eles puderam fazer atividades na arena onde acontecerão as partidas dos Jogos Paralímpicos Rio 2016 e ter uma noção ainda maior do que os espera. Além de realizarem treinamentos, alguns deram asas à imaginação e já pensaram em como estará o Pavilhão 3 do Riocentro quando as partidas estiverem valendo na batalha por medalha.
 
"Pudemos sentir a área de jogo, a mesa, a arquibancada... Tenho feito um trabalho psicológico e mentalizado muito para me preparar para encontrar casa lotada. Estou me preparando para chegar aqui e usar essa energia a meu favor. Foi muito bom este primeiro contato com a arena. Está sendo um momento mágico para a minha vida: melhor momento da minha carreira, disputando uma Olimpíada em meu país... Agora, é ir para cima", disse Guilherme Costa, que ainda completou:
 
"(Treino na arena) Faz a diferença por sentir mesmo a mesa, o ambiente como um todo. Querendo ou não, treinamos em um ambiente menor, com outras mesas. Então, é importante para pegar tempo de bola, sentir iluminação, ver os fatores de distração. Tem de acostumar como um tudo para chegar no dia".
 
Para o atleta da Classe 8, Luiz Filipe Manara, esse contato com as mesas de jogo foi bom para sentir as diferenças com as do local de treinamento.
 
"Deu para sentir que o suporte da mesa de competição é diferente em relação ao de treinamento. A daqui deixa a bola mais rápida e ela pinga um pouco mais, foi muito bom sentir isso. E foi legal também porque deu para se acostumar com a luz, que é bem forte,e ver como vai ser a questão do saque e outros fatores", contou o mesatenista.
 
A ausência foi Joyce Oliveira, que foi poupada pela comissão técnica e deve retornar às atividades neste sábado.
 

A Confederação Brasileira de Tênis de Mesa conta com recursos da Lei Agnelo/Piva (Comitê Olímpico do Brasil e Comitê Paralímpico Brasileiro) – Lei de Incentivo Fiscal e Governo Federal – Ministério do Esporte.

Siga a CBTM nas redes sociais:

FACEBOOK: www.facebook.com/cbtenisdemesa
TWITTER: www.twitter.com/cbtm_tm
INSTAGRAM: @cbtenisdemesa

iDigo | Assessoria de comunicação CBTM
imprensa@cbtm.org.br