Lá Fora: China garante mais um ouro ao bater Japão na final do torneio masculino por equipes

17/08/2016 23:04
Foto: ITTF/ Divulgação

Alemanha supera Coreia do Sul e fica com a medalha de bronze
 
Da redação, no Rio de Janeiro (RJ) - 17/8/2016
 
A exemplo do que aconteceu na disputa feminina por equipes nos Jogos Olímpicos Rio 2016, a China também confirmou o seu favoritismo no torneio masculino, porém, com um pouco mais de dificuldade do que as chinesas. Na noite dessa quarta-feira (17), Ma Long (1º colocado do ranking mundial), Zhang Jike (4º)e Xu Xin (3º) derrotaram o Japão de Jun Mizutani (6º), Koki Niwa (22º) e Maharu Yoshimura (21º) por 3 jogos a 1 e garantiram o lugar mais alto do pódio.
 
Os mesatenistas que abriram o confronto foram Ma Long e Koki Niwa. O número 1 não tomou conhecimento do japonês e fechou a partida em 3 sets a 0 (11/6, 11/9 e 11/6). Em seguida, o japonês Mizutani deu um show no Pavilhão 3 do Riocentro. O carrasco de Hugo Calderano nas oitavas de final do torneio individual derrotou Xu Xin por 3 a 2, com parciais de 12/10, 11/9, 3/11, 7/11 e 12/10.
 
Porém, no confronto das duplas, a China parou a reação japonesa. A parceria Zhang Jike/ Xu Xin bateu Maharu Yoshimura/ Koki Niwa por 3 a 1 (4/11, 11/6, 11/9 e 11/5). Para decidir o confronto, nada melhor do que o medalhista de ouro individual. Ma Long superou facilmente Yoshimura por 3 a 0, com parciais de 11/1, 11/4 e 11/4, e garantiu o primeiro lugar para a China.
 
Quem completou o pódio foi um país não-asiático. Na disputa pela medalha de bronze, Coreia do Sul e Alemanha se enfrentaram e foram os alemães que saíram vitoriosos. O confronto, que terminou 3 jogos a 1 para os europeus, começou com um triunfo sul-coreano: Youngsik Jeoung (12º) bateu Bastian Steger (24º) por 3 sets a 2 (12/10, 6/11, 11/6, 6/11 e 13/11). Logo após, o número 5 do mundo, Dimitrij Ovtcharov, da Alemanha, derrotou Saehyuk Joo (14º) pelo mesmo placar do revés de seu conterrâneo, com parciais de 11/5, 11/9, 8/11, 2/11 e 11/6.
 
No confronto das duplas, o 3 a 2 esteve no placar novamente. A parceria Timo Boll (13º) e Steger superou Sangsu Lee (16º) e Jeoung com parciais de 9/11, 11/6, 11/7, 9/11 e 11/9. Timo voltou à mesa e definiu o terceiro lugar para a sua equipe. Ao enfrentar Joo, o alemão aplicou o único 3 a 0 do confronto. As parciais do jogo decisivo foram: 11/8, 11/9 e 11/6.

A Confederação Brasileira de Tênis de Mesa conta com recursos da Lei Agnelo/Piva (Comitê Olímpico do Brasil e Comitê Paralímpico Brasileiro) – Lei de Incentivo Fiscal e Governo Federal – Ministério do Esporte.

Siga a CBTM nas redes sociais:

FACEBOOK: www.facebook.com/cbtenisdemesa
TWITTER: www.twitter.com/cbtm_tm
INSTAGRAM: @cbtenisdemesa

iDigo | Assessoria de comunicação CBTM
imprensa@cbtm.org.br