Lá Fora: Com cinco títulos, Egito domina Campeonato Africano

01/11/2016 09:28

Nigéria é o único país, além do Egito, que conseguiu ficar com o ouro; país subiu ao lugar mais alto do pódio em duas ocasiões

Da redação, no Rio de Janeiro (RJ) - 1/11/2016

O Campeonato Africano de Tênis de Mesa, entre os dias 24 e 30 de outubro, mostrou que tem um país com ampla superioridade no tênis de mesa do continente. Em Agadir, no Marrocos, o Egito conquistou cinco de sete títulos possíveis. O único país que conseguiu faturar a medalha de ouro, além dos egípcios, foi a Nigéria. Eles subiram duas vezes no lugar mais alto do pódio.

No torneio por equipes, os egípcios foram campeões nos dois naipes. A equipe masculina faturou o ouro sobre os nigerianos ao vencê-los por 3 jogos a 2, já a feminina alcançou o título ao vencer a Tunísia na grande decisão. A partida terminou 3 a 0 para as egípicias.

O país se sagrou campeã por duas vezes no torneio de duplas. No feminino, a parceria Yousra Helmy/ Dina Meshref (120ª colocada no ranking mundial) venceu suas compatriotas Farah Abdel-Aziz e Reem El-Eraky por 4 sets a 2 (11/7, 11/8, 6/11, 14/16, 11/9 e 11/4) e ficaram com o ouro . O Egito ainda faturou o título nas mistas. Omar Assar (57º) e Dina foram ao lugar mais alto do pódio ao superarem os nigerianos Segun Toriola (109º) e Olufunke Oshonaike (253ª) por 4 a 1, com parciais de 11/7, 7/11, 11/7, 11/8 e 13/11.

O egípcio Omar ainda conquistou mais um torneio e foi no individual. Na final, ele enfrentou o número 25 do mundo e, apesar de não ter o favoritismo a seu favor, derrotou Quadri Aruna. Em uma partida acirrada, o mesatenista do Egito bateu o nigeriano por 4 a 3, com parciais de 10/12, 11/6, 11/9, 8/11, 12/10, 6/11 e 11/9.

Os títulos da Nigéria foram conquistados no individual feminino e nas duplas masculinas. Na primeira, Oshonaike encarou Dina e, desta vez, a nigeriana se saiu melhor. O confronto terminou em 4 a 2 (11/7, 13/11, 5/11, 9/11, 11/7 e 11/7). O outro título dos nigerianos foi faturado pela parceria Aruna/ Toriola que venceram os egípcios El-Sayed Lashin (150º) e Ahmed Saleh por 4 a 2 (11/8, 8/11, 11/13, 11/9, 11/7 e 11/5).

A Confederação Brasileira de Tênis de Mesa conta com recursos da Lei Agnelo/Piva (Comitê Olímpico do Brasil e Comitê Paralímpico Brasileiro) – Lei de Incentivo Fiscal e Governo Federal – Ministério do Esporte.

Siga a CBTM nas redes sociais: 

FACEBOOK: www.facebook.com/cbtenisdemesa
TWITTER: www.twitter.com/cbtm_tm
INSTAGRAM: @cbtenisdemesa

iDigo | Assessoria de comunicação CBTM
imprensa@cbtm.org.br