Lá fora: Só love! Em final chinesa, Ma Long bate Zhang Jike e fica com o ouro na Rio 2016

12/08/2016 00:08
Algoz de Hugo Calderano nesta edição dos Jogos Olímpicos, japonês Mizutani Jun bateu Vladimir Samsonov e garantiu o bronze

Da redação, no Rio de Janeiro - 12/08/2016

Fotos: Christian Martinez/CBTM
 
Sem zebra! Melhor do mundo na atualidade, o chinês Ma Long confirmou o favoritismo, bateu o compatriota Zhang Jike - quarto no ranking - e garantiu a medalha de ouro na disputa individual dos Jogos Olímpicos Rio 2016. O japonês Mizutani Jun, que havia vencido o brasileiro Hugo Calderano nas oitavas de final, bateu Vladimir Samsonov, da Bielorrússia, e levou o bronze.
 
A final já era esperada, mas o placar, não. Apesar de ocupar o topo da lista dos jogadores do mundo, não esperava-se que Ma Long fosse impiedoso e aplicasse um 4 a 0 sobre Zhang Jike (14/12;11/5;11/4 e 11/4). Como não poderia deixar de ser, o jogo começou eletrizante e logo no primeiro quarto os dois jogadores demonstraram que a briga pelo ouro seria acirrada. Porém, a partir do segundo, Ma Long conseguiu impor o estilo de jogo e foi vencendo os sets sem grandes dificuldades. 
 
Zhang Jike, por sua vez, buscava alternativas para atacar o adversário, mas as tentativas eram frustradas pelas boas defesas de Ma Long ou erros próprios. Com esse panorama, foi apenas uma questão de tempo para que o melhor do mundo fizesse aquilo que está mais do que acostumado: subir ao lugar mais alto do pódio.
 
Já na disputa de terceiro lugar, Mizutani venceu por 4 sets a 1, com parciais de 11/4; 11/9; 6/11; 14/12 e 11/8. O japonês começou mais concentrado na partida e levou o primeiro set com facilidade. No segundo, porém, Samsonov começou a acertar as bolas que fez com que ele chegasse à semifinal e deu mais trabalho, mas não o suficiente para evitar que Mizutani ampliasse a vantagem. 
 
O jogador da Bielorrússia chegou a reagir e venceu o terceiro set, encostando no placar e aumentando a tensão da partida. O quarto set foi o mais emocionante do confronto, mas Mizutani assegurou o triunfo e chegou para o quinto mais tranquilo para garantir o lugar entre os três primeiros.

A Confederação Brasileira de Tênis de Mesa conta com recursos da Lei Agnelo/Piva (Comitê Olímpico do Brasil e Comitê Paralímpico Brasileiro) – Lei de Incentivo Fiscal e Governo Federal – Ministério do Esporte.

Siga a CBTM nas redes sociais:

FACEBOOK: www.facebook.com/cbtenisdemesa
TWITTER: www.twitter.com/cbtm_tm
INSTAGRAM: @cbtenisdemesa

iDigo | Assessoria de comunicação CBTM
imprensa@cbtm.org.br