Latino-Americano: Lin Gui supera Caroline Kumahara e é bicampeã

07/02/2016 21:25

Seleção brasileira confirmou grande fase após Pan histórico e conquistou todas as medalhas do torneio feminino

Da redação, no Rio de Janeiro (RJ) – 07/02/2016

Neste domingo (7), Lin Gui (130ª colocada no ranking mundial) venceu Caroline Kumahara (139ª) por 4 a 1 (8/11, 13/11, 9/11, 12/10, 11/7 e 11/5) e sagrou-se bicampeã do Campeonato Latino-Americano, em San Juan (Porto Rico). A seleção manteve a hegemonia na competição,  com Bruna Takahashi e Ligia Silva conquistando o bronze.

A primeira parte da decisão começou com Carol melhor. Após sair na frente do placar e ver a adversária empatar, Kumahara voltou a liderar. Contudo, uma vitória apertada, de virada, na quarta parcial seria decisiva para o desfecho do jogo, com título de Lin, que lembrou da grande dificuldade do duelo.

"Foi muito difícil, porque nos conhecemos muito, treinamos juntas há muito tempo. Então em alguns detalhes eu consegui anular os pontos fortes dela. Isso tirou um pouco da confiança dela", apontou Lin.

Para a vice-campeã, a companheira de treino encontrou o caminho para o título com a boa recepção de saque, principalmente após o terceiro set.

"Eu fechei o terceiro quando tive chance, mas depois comecei a receber muito mal. Ela, por outro lado, estava recebendo meu saque muito bem, creio que essa tenha sido a chave para a vitória", analisou Kumahara.

A campanha das brasileiras até a decisão

A primeira a garantir vaga na grande decisão foi Carol Kumahara. Ela superou Ligia Silva por 4 a 0 (11/3, 11/5, 11/8 e 11/7) em uma das semifinais brasileiras.

"É sempre difícil jogar contra a Ligia, nós jogamos juntas há muito tempo, o placar não importa. Para a final, vou tentar me aquecer bem e pensar nas partidas que já joguei contra minha adversária", afirmou, após o confronto.

Na sequência, Gui derrotou Bruna Takahashi (158ª) em uma bela partida, que a todo momento arrancou aplausos do público presente. Após vencer os dois primeiros sets (11/5 e 11/7), Lin viu a jovem de 15 anos crescer.

Bruna venceu a terceira parcial (11/8), mas Gui voltou a ficar na frente (11/9). Incansável, Bruna evitou o fim da partida com mais um 11/8. No fim, as duas protagonizaram uma última parcial eletrizante, que terminou com vitória da atual campeã por 12/10, totalizando 4 a 2 no placar.

A Confederação Brasileira de Tênis de Mesa conta com recursos da Lei Agnelo/Piva (Comitê Olímpico do Brasil e Comitê Paralímpico Brasileiro) – Lei de Incentivo Fiscal e Governo Federal – Ministério do Esporte.

Siga a CBTM nas redes sociais:

FACEBOOK: www.facebook.com/TMBrasil
TWITTER: www.twitter.com/cbtm_tm
INSTAGRAM: @cbtenisdemesa

iDigo | Assessoria de comunicação CBTM
imprensa@cbtm.org.br