Liga Alemã: Hugo Calderano vence e Ochsenhausen lidera na última rodada da primeira fase

14/03/2016 15:59

Schwalbe Bergneustadt de Gustavo Tsuboi assumiu lugar entre os classificados para a fase final

Foto: Divulgação/Liebherr Ochsenhausen

Da redação, no Rio de Janeiro (RJ) – 14/03/2016

Neste domingo (13), Hugo Calderano e o Liebherr Ochsenhausen chegaram à liderança da Liga Alemã, com triunfo por 3 partidas a 2 sobre o Post SV Mühlhausen, fora de casa. O brasileiro (58º colocado no ranking mundial) foi à mesa duas vezes, com uma vitória e um revés.

No primeiro duelo, o companheiro de Calderano, Jakub Dyjas (55º), perdeu para Ovidiu Ionescu (73º) por 3 a 0 (11/9, 11/8 e 11/5). Na sequência, o carioca empatou o confronto derrotando o alemão Lars Hielscher por 3 a 0 – parciais de 11/8, 11/7 e 11/9.

O francês Simon Gauzy (32º) colocou o Ochsenhausen na frente após vencer Bohumil Vozicky por 3 a 1 (9/11, 11/8, 11/9 e 11/6). Logo depois, Hugo Calderano teve a chance de fechar o jogo, mas não conseguiu superar Ionescu, que venceu o duelo disputado por 3 a 2, parciais de 6/11, 11/9, 5/11, 11/8 e 11/8. No duelo de desempate, Dyjas triunfou diante de Hielscher por 3 a 1 (10/12, 11/8, 11/7 e 12/10).

O embate entre Schwalbe Bergneustadt e Borussia Düsseldorf colocou frente a frente dois concorrentes diretos pela quarta e última vaga na fase final da Liga Alemã – Ochsenhausen, RhönSprudel Fulda-Maberzell e Saarbrücken já têm classificação garantido.

O brasileiro Gustavo Tsuboi (38º) não foi escalado, mas seus companheiros conseguiram superar o forte adversário fora de casa, por 3 partidas a 1.  

“Todos os jogadores dos dois times jogaram muito bem, foi um jogo com um nível incrível. O técnico optou por escalar os meus companheiros de time, que estão mais acostumados com esta bola, um pouco diferente da usada no Circuito Mundial”, contou Tsuboi.

Logo na primeira partida, o indiano Sharath Kamal Achanta (41º) deu muito trabalho a Steffen Mengel (53º), que mesmo assim colocou o Schwalbe na frente, 3 a 2 (10/12, 6/11, 12/10, 11/9 e 11/8).

Ricardo Walther (93º) consolidou a vantagem derrotando Patrick Franziska (47º) por 3 a 1, parciais de 11/7, 13/11, 10/12 e 11/6. O grego Panagiotis Gionis (35º) diminuiu o placar para 2 a 1 com vitória sobre Benedikt Duda (121º) por 3 a 0 (13/11, 11/9 e 11/8). Mas Walther voltou e conseguiu uma grande virada diante de Achanda: 3 a 2 – parciais de 7/11, 11/5, 6/11, 12/10 e 11/4.

“O Walther foi muito bem com duas grandes vitórias e todo o clube ficou muito feliz. Vencemos o Borussia, que tem um grande histórico na Alemanha e na Europa, e ainda mantivemos o sonho dos playoffs vivo”, comentou Tsuboi.

Os resultado da rodada deixaram os dois clubes dos brasileiros próximos de se enfrentarem na fase final. Agora o Ochsenhausen lidera a Liga Alemã, com 13 vitórias, e enfrenta o Zugbrücke Grenzau no dia 28 de março, às 11h.

Já o Schwalbe está na quarta colocação, com 10 triunfos. Na última rodada o time encara o Post SV Mühlhausen e precisa vencer para garantir a classificação para os playoffs. Todas as partidas da rodada acontecem no mesmo horário (de Brasília).   

A Confederação Brasileira de Tênis de Mesa conta com recursos da Lei Agnelo/Piva (Comitê Olímpico do Brasil e Comitê Paralímpico Brasileiro) – Lei de Incentivo Fiscal e Governo Federal – Ministério do Esporte.

Siga a CBTM nas redes sociais:

FACEBOOK: www.facebook.com/TMBrasil
TWITTER: www.twitter.com/cbtm_tm
INSTAGRAM: @cbtenisdemesa

iDigo | Assessoria de comunicação CBTM
imprensa@cbtm.org.br