Liga Alemã: Hugo Calderano vence, mas equipe é superada e termina primeira fase em terceiro

30/03/2016 18:19

Liebherr Ochsenhausen já conhece adversário e data dos confrontos pelas semifinais

Da redação, no Rio de Janeiro (RJ) – 30/03/2016

Após a participação no Aberto do Catar, Hugo Calderano (58º colocado no ranking mundial) voltou à Liga Alemã e venceu seu jogo na derrota do Liebherr Ochsenhausen para o Zugbrücke Grenzau, por 3 partidas a 1. O resultado deixou o time em terceiro lugar ao fim da primeira fase da competição.

Como os quatro primeiros na classificação avançam para os playoffs da Bundesliga, o revés tirou a equipe do brasileiro da liderança, mas não alterou sua ida para a fase final, que já estava garantida. Agora, o rival será o Saarbrücken, em duelos que acontecem nos dias 8 e 24 de abril, em casa e fora, respectivamente.

Pela 18ª e última rodada da primeira fase da Liga Alemã, o Liebherr Ochsenhausen começou diante do Grenzau com derrota de Simon Gauzy (24º) para Masaki Yoshida (53º), por 3 a 2. Na sequência, Liam Pitchford (44º) caiu para Andrej Gacina (22º) por 3 a 0.

Calderano foi o terceiro a ir a mesa e garantiu o único triunfo de sua equipe, superando Liang Qiu por 3 a 1 – parciais de 2/11, 11/6, 11/9 e 11/8. Logo depois, Gauzy voltou à ação mas Gacina o derrotou com um 3 a 0, dando números finais ao confronto.

Schwalbe Bergneustadt, de Gustavo Tsuboi, deixou escapar vaga nos platyoffs

Se a equipe de Hugo lutava por uma melhor condição na fase eliminatória, o Schwalbe Bergneustadt, equipe de Gustavo Tsuboi (63º) chegou à última rodada em uma situação pra lá de emocionante.

Após vencer, na rodada anterior, o atual campeão Borussia Düsseldorf por 3 partidas a 1, o time precisava de um triunfo em casa contra o Post SV Mühlhausen, já sem chances de classificação, para assegurar uma vaga inédita e histórica. Contudo, o sonho não se realizou.

O alemão Steffen Mengel (70º) perdeu no primeiro jogo para Ovidiu Ionescu (73º) por 3 a 1 e Benedikt Duda (121º) também foi derrotado no segundo jogo, por 3 a 1 para Lars Hielscher.

Ricardo Walther (93º) manteve as esperanças vencendo jogo emocionante contra Bohumil Vozicky por 3 a 2 e Mengel igualou o placar quando superou Hielscher pelo mesmo placar. No último confronto, Duda caiu para Ionescu por 3 a 1 e o Schwalbe ficou fora dos playoffs.

A Confederação Brasileira de Tênis de Mesa conta com recursos da Lei Agnelo/Piva (Comitê Olímpico do Brasil e Comitê Paralímpico Brasileiro) – Lei de Incentivo Fiscal e Governo Federal – Ministério do Esporte.

Siga a CBTM nas redes sociais:

FACEBOOK: www.facebook.com/TMBrasil
TWITTER: www.twitter.com/cbtm_tm
INSTAGRAM: @cbtenisdemesa

iDigo | Assessoria de comunicação CBTM
imprensa@cbtm.org.br