Liga dos Campeões: Em estreia, Hugo Calderano vence e ajuda sua equipe a conquistar a primeira vitória na fase de grupos

07/10/2016 17:48

Foto: Facebook TTF Liebherr Ochsenhausen

Cazuo Matsumoto também vai à mesa, mas seu time não consegue estrear com resultado positivo

Da redação, no Rio de Janeiro (RJ) - 7/10/2016

A grande fase de Hugo Calderano (31º colocado no ranking mundial) não se limita somente às competições em que está representando a seleção brasileira. Nesta sexta-feira (7), o brasileiro ajudou o seu clube, o Liebherr Ochsenhausen, da Alemanha, a vencer o Roskilde Bordtennis, da Dinamarca, por 3 jogos a 2 na estreia da Liga dos Campeões 2016/2017, em confronto válido pela fase de grupos.

O carioca teve de enfrentar o dinamarquês Claus Nielsen (264º) na terceira partida do embate. Calderano entrou muito bem no jogo e não deu chances para adversário. Hugo acabou com 3 sets a 0 no placar, com parciais de 11/5, 11/5 e 14/12.

As outras vitórias do Ochsenhausen vieram com o francês Simon Gauzy (19º) e com o japonês Yuto Muramatsu. O primeiro bateu o holandês Ewout Oostwoulder (289º) por 3 a 0 (11/8, 11/5 e 11/6) e o segundo superou o dinamarquês Allan Bentsen pelo mesmo placar de seus companheiros de equipe. As parciais foram: 11/4, 11/6 e 11/4.

Já os dois jogos vencidos pelo time dinamarquês foram protagonizadas por Yujia Zhai (125º), da Dinamarca. Primeiro, ele venceu Muramatsu por 3 a 0 (11/4, 11/8 e 11/6) e, depois, ele superou o francês Gauzy por 3 a 1, com parciais de 11/6, 11/9, 7/11 e 11/5.

O Ochsenhausen está no Grupo A, junto do Roskilde Bordtennis, da Dinamarca; do Fakel Gazprom, da Rússia e do Vaillante Sports Angers, da França. O clube de Hugo Calderano volta a jogar no dia 27 de outubro, às 13h30 (horário de Brasília)

Cazuo não consegue vencer e Energa-Manekim é derrotado

A estreia de Cazuo Matsumoto (88º) na Liga dos Campeões não foi tão boa quanto a do seu compatriota. O brasileiro foi à mesa em duas ocasiões, mas não conseguiu sair vitorioso. A sua equipe, o Energa-Manekim, da Polônia, foi superado pelo clube francês Chartres ASTT por 3 jogos a 1.

Cazuo foi à mesa contra o português João Monteiro (46º) e contra o sueco Par Gerell (43º). Nas duas partidas, ele foi superado por 3 sets a 1. As parciais foram 11/8, 11/6, 8/11 e 11/5 frente ao atleta de Portugal e 12/10, 11/7, 6/11 e 11/6 diante do número 43 do mundo.

A outra derrota do Energa-Manekim veio com o tcheco Pavel Sirucek que foi batido por 3 a 0 (11/7, 11/5 e 11/8) pelo Gerell. Já a única vitória do time polonês foi conquistada pelo mesatenista da Polônia, Tomasz Kotowski (408º), que superou Alexandre Robinot (139º), da França, por 3 a 2, parciais de: 6/11, 11/3, 11/8, 6/11 e 11/6.

Além da equipe de Cazuo, o Grupo D tem o Borussia Düsseldorf, da Alemanha; Walter Wels, da Áustria e o próprio Chartres ASTT, da França. O Energa-Manekim volta jogar pela Liga dos Campeões contra o time austríaco no dia 27, às 14h (horário de Brasília).

A Confederação Brasileira de Tênis de Mesa conta com recursos da Lei Agnelo/Piva (Comitê Olímpico do Brasil e Comitê Paralímpico Brasileiro) – Lei de Incentivo Fiscal e Governo Federal – Ministério do Esporte.

Siga a CBTM nas redes sociais:

FACEBOOK: www.facebook.com/cbtenisdemesa
TWITTER: www.twitter.com/cbtm_tm
INSTAGRAM: @cbtenisdemesa

iDigo | Assessoria de comunicação CBTM
imprensa@cbtm.org.br