Liga dos Campeões: Time de Calderano avança, enquanto o de Cazuo se despede na fase de grupos

20/12/2016 19:38

Ochsenhausen, da Alemanha, ficou em segundo no Grupo A; já Energa-Manekim terminou em quarto no D

Da redação, no Rio de Janeiro (RJ) - 20/12/2016


Foto: Ochsenhausen
Hugo Calderano não foi à mesa na última sexta-feira (16) para disputar a última partida da fase de grupos da Liga dos Campeões, mas deve ter ficado orgulhoso de seus colegas de equipe. O clube alemão Ochsenhausen enfrentou o Vaillante Sports Angers, da França, e o derrotou por 3 jogos a 0. Com a vitória, o time do número 21 do mundo ficou na segunda colocação do Grupo A e avançou para a fase decisiva do torneio.

O francês Simon Gauzy, o português João Geraldo e o polonês Jakub Dyjas foram os atletas que garantiram o triunfo do Ochsenhausen. Primeiro, Gauzy encarou o sueco Jon Persson e o bateu por 3 sets a 0 (11/4, 11/7 e 15/13). Depois, Geraldo foi à mesa e superou o francês Christophe Legout por 3 a 2 (10/12, 11/3, 11/9, 9/11 e 11/7). Por último, o polonês Dylas venceu o francês David Pilard por 3 a 0, com parciais de 11/2, 11/3 e 11/4.

Por outro lado, o time de outro brasileiro não conseguiu avançar na Liga dos Campeões. O polonês Energa-Manekim, clube de Cazuo Matsumoto, foi derrotado na última rodada da fase de grupos pelo time alemão, Borussia Düsseldorf, por 3 jogos a 0 e ficou na quarta colocação do grupo D (só os dois primeiros de cada grupo se classificavam).

No embate, o primeiro a ir à mesa foi Cazuo. O brasileiro enfrentou o austríaco Stefan Fegerl, fez uma partida acirrada, porém, foi vencido por 3 sets a 2, com parciais de 7/11, 3/11, 11/9, 11/9 e 11/8. Nas outras duas partidas, o tcheco Pavel Sirucek e o polonês Tomasz Kotowski, ambos do Energa, foram superados pelos suecos Anton Källberg e Kristian Karlsson, respectivamente. O primeiro por 3 a 2 (11/9, 7/11, 6/11, 11/9 e 11/9) e o segundo pelo mesmo placar, com parciais de 11/6, 4/11, 7/11, 11/3 e 11/6.

A Confederação Brasileira de Tênis de Mesa conta com recursos da Lei Agnelo/Piva (Comitê Olímpico do Brasil e Comitê Paralímpico Brasileiro) – Lei de Incentivo Fiscal e Governo Federal – Ministério do Esporte.

Siga a CBTM nas redes sociais:

FACEBOOK: www.facebook.com/cbtenisdemesa
TWITTER: www.twitter.com/cbtm_tm
INSTAGRAM: @cbtenisdemesa

iDigo | Assessoria de comunicação CBTM
imprensa@cbtm.org.br