LUPA OLÍMPICA: Confira quem são os favoritos ao ouro na disputa individual masculina na Rio 2016

29/07/2016 14:47

Da redação, no Rio de Janeiro (RJ) - 29/7/2016

Falta apenas uma semana para o início dos Jogos Olímpicos Rio 2016 e a expectativa para ver a disputa por medalha no tênis de mesa só aumenta. No torneio individual masculino, os nossos representantes Hugo Calderano (46º) e Gustavo Tsuboi (64º) terão uma complicada tarefa pela frente na busca do sonhado pódio olímpico. Como já foi apresentado nas edições anteriores do Lupa Olímpica, a China é favorita nas disputas das duplas nos dois naipes e no individual feminino. Na competição de simples masculina não poderia ser diferente.

O grande nome para a conquista do título olímpico é o chinês Ma Long. Número 1 no ranking mundial e da competição, o atleta subiu no pódio na maioria das competições que disputou de 2015 até então. Neste ano, o mesatenista foi campeão de duas das das cinco etapas Super do Circuito Mundial (as principais do circuito), o Aberto do Catar e o da Alemanha. Na etapa da Coreia do Sul e do Kuwait, ele ficou com a prata, enquanto na do Japão com o bronze.

Outros fatores dão o amplo favoritismo para o chinês. Ma Long se encontra na primeira colocação do ranking mundial desde março do ano passado e não sai do top 5 do ranking desde dezembro de 2007. Além disso, ele já conquistou 22 títulos de Abertos em sua carreira e só precisa do título no Rio para alcançar o seu primeiro Grand Slam da carreira (quando se conquista os principais títulos da modalidade - Mundial, Copa do Mundo e finais do Circuito Mundial - em seguida).

O outro representante chinês na Rio 2016 é Zhang Jike. Atual número 4 do mundo, o mesatenista é o atual campeão olímpico individual da modalidade. Com 28 anos, o atleta é o principal adversário de Ma Long na briga pelo título. Em 2016, ele faturou o ouro no Aberto do Kuwait, a prata na Copa da Ásia e bronze nos Abertos do Japão e da Alemanha.

Se os asiáticos são hegemônicos na modalidade, tem um europeu que pretende acabar com tal superioridade. O alemão Dimitrij Ovtcharov, que é o quinto colocado no ranking mundial, foi o medalhista de bronze nos Jogos Olímpicos de Londres (2012) e, neste ano, foi campeão do Aberto da Suíça e da Copa dos Top 16 da Europa, bronze no Aberto do Catar - etapa Super do Circuito Mundial - e prata no Aberto da Polônia - etapa Major do Circuito Mundial (segunda mais importante).

No Aberto da Polônia, o carrasco do alemão na decisão foi o japonês Jun Mizutani. O mesatenista, que está atualmente na sexta colocação do ranking mundial, é o recordista de títulos nacionais ao ter faturado oito campeonatos, sendo o último conquistado em janeiro deste ano. O atleta levou também neste ano: a Copa da Ásia e os Abertos da Austrália e da Eslovênia, ambos etapas Challenge do Circuito (terceiro mais importante).

E quem fecha a nossa Lupa Olímpica com a quinta colocação no ranking olímpico é Chuang Chih-Yuan, de Taipei. O número 7 do ranking mundial conquistou apenas uma medalha de ouro em ano olímpicos (campeão do Aberto da Hungria, etapa da série Major), porém, o mesatenista conseguiu bater adversários que estão acima dele no ranking mundial: Chuang superou Ovtcharov, que estava jogando em casa, no Aberto da Alemanha e derrotou o chinês número 3 do mundo, Xu Xin, na Copa da Ásia - competição em que o mesatenista de Taipei ficou com o bronze.

A Confederação Brasileira de Tênis de Mesa conta com recursos da Lei Agnelo/Piva (Comitê Olímpico do Brasil e Comitê Paralímpico Brasileiro) – Lei de Incentivo Fiscal e Governo Federal – Ministério do Esporte.

Siga a CBTM nas redes sociais:

FACEBOOK: www.facebook.com/cbtenisdemesa
TWITTER: www.twitter.com/cbtm_tm
INSTAGRAM: @cbtenisdemesa

iDigo | Assessoria de comunicação CBTM
imprensa@cbtm.org.br