LUPA OLÍMPICA: Quem são as favoritas para o pódio no torneio por equipes feminino?

26/07/2016 15:17
Da redação, no Rio de Janeiro (RJ) - 26/7/2016
 
Faltam 10 dias para o início dos Jogos Olímpicos do Rio e a Confederação Brasileira de Tênis de Mesa (CBTM), através da série "Lupa Olímpica", tem como objetivo disseminar a todos os fãs da modalidade, especialmente os mais novos, um poucos mais sobre a disputa por medalhas na capital carioca. Nesta primeira edição, um olhar mais atento ao torneio por equipes femimino, onde o Brasil estará representado por Caroline Kumahara (119ª colocada no ranking mundial), Lin Gui (138ª) e Bruna Takahashi (180ª). Confira!   
 
China
 
A equipe chinesa é a favorita para a conquista do ouro olímpico entre as mulheres. A confiança das atuais campeãs é tão alta que elas se deram ao luxo de não contar com Zhu Yuling, atual 3ª colocada no ranking mundial - no Rio, a China será representada por Liu Shiwen (1ª), Ding Ning (2ª) e Li Xiaoxia (5ª). Ding e Li estiveram juntas no lugar mais alto do pódio em Londres (2012) e também fizeram a final individual, vencida por Xiaoxia.
 
Japão
O time japonês ficou com a medalha de prata há quatro anos e chega ao Rio de Janeiro, mais uma vez, como um dos favoritos e capaz de desbancar a China. Naquela ocasião, Kasumi Ishikawa (6ª) e Ai Fukuhara (7ª) já estavam presentes e agora, mais experientes, aos 23 e 28 anos, respectivamente, terão a companhia da revelação Mima Ito. A jovem atleta de 15 anos foi a mais jovem campeã de uma etapa do Circuito Mundial (aos 14, ano passado) e já ocupa a 9ª posição no ranking mundial.    
 
Singapura
 
O bronze em 2012 não permite deixar Cingapura fora da briga pelo ouro olímpico no Rio. Mesmo assim, há de se observar a renovação no time olímpico do país: uma das grandes jogadoras da atualidade, Feng Tianwei (4ª) será a única remanescente da equipe medalhista em Londres. Além dela, Yu Mengyu (15ª), de 27 anos, e Zhou Yihan (34ª), de 22, virão ao Brasil. A mais jovem vem crescendo e entrou no top 40 do ranking pela primeira vez na carreira justamente a um mês dos Jogos.
 
Coreia do Sul
 
A equipe coreana foi superada pela forte China na semifinal dos Jogos de Londres, mas daquele resultado só restou mesmo o país: Jihee Jeon (11ª), Hyowon Suh (17ª) e Yang Haeun (24ª) formam uma equipe totalmente nova da que disputou a última Olimpíada. Jihee, de 24 anos, está em boa fase e há um ano entrou no top 20, sem sair mais. Suh, aos 27, é a mais experiente do time e já chegou a estar na 8ª posição, em 2015 - desde 2011, quando entrou, não sai do top 50. 
 
Alemanha
 
A Alemanha até pode ser considerada a "intrusa" dentre os países asiáticos na disputa por medalhas do torneio por equipes feminino. Contudo, conta com duas chinesas naturalizadas e muito experientes para a Olimpíada em solo carioca: Han Ying (8ª) e Shan Xiaona (19ª), ambas de 33 anos. Petrissa Solja (16ª) completa a equipe que, exatamente com essa formação, conquistou os títulos dos Jogos Europeus e do Campeonato Europeu em 2015.

A Confederação Brasileira de Tênis de Mesa conta com recursos da Lei Agnelo/Piva (Comitê Olímpico do Brasil e Comitê Paralímpico Brasileiro) – Lei de Incentivo Fiscal e Governo Federal – Ministério do Esporte.

Siga a CBTM nas redes sociais:

FACEBOOK: www.facebook.com/cbtenisdemesa
TWITTER: www.twitter.com/cbtm_tm
INSTAGRAM: @cbtenisdemesa

iDigo | Assessoria de comunicação CBTM
imprensa@cbtm.org.br