Maior Campeonato Brasileiro de todos os tempos começa nesta quarta-feira, em São Paulo

09/12/2019 15:38

Competição reunirá mais de mil atletas, número recorde; Vencedores do Absoluto garantem vaga no Campeonato Pan-Americano

FOTO: Gustavo Tsuboi em ação, no último Brasileiro. Crédito: Christian Martinez/RGB Studios.

 

São Paulo (SP), 09 de dezembro de 2019.

Por: Assessoria de Imprensa – CBTM

O maior Campeonato Brasileiro de Tênis de Mesa de todos os tempos começa nesta quarta-feira (11). O evento acontece no Centro Paralímpico Brasileiro, em São Paulo (SP) e terá mais de mil atletas participantes, número recorde na história da modalidade. O torneio deste ano terá novidades e rivalidade bem acirrada, com transmissão ao vivo da TVN Sports. Ao todo, serão dez horas de cobertura ao vivo no canal dedicado ao tênis de mesa (https://cbtm.tvnsports.com.br).

Em parceria com o Comitê Brasileiro de Clubes, o torneio passa a ser válido como o Brasileiro Interclubes. Será apenas uma das disputas importantes que acontecerão até domingo, com jogos começando às 8h e se estendendo até a noite. Em São Paulo, serão disputados os torneios individuais das diversas categorias  olímpicas e classes paralímpicas, além da competição entre seleções estaduais, que abre a programação, na quarta-feira.

O Brasileiro 2019 também vale vaga direta para a Seleção principal. Os vencedores do Absoluto nos dois naipes garantem presença no Campeonato Pan-Americano de Tênis de Mesa em 2020, substituindo a seletiva que era realizada para este torneio. Na disputa por vagas, diversos craques: Gustavo Tsuboi, Vitor Ishiy, Thiago Monteiro e Eric Jouti, no masculino, e, Jessica Yamada, Caroline Kumahara, Bruna Alexandre e Laura Watanabe, no feminino, são alguns dos favoritos aos títulos do Absoluto.

“Essa vaga para representar a Seleção no Pan-Americano aumenta ainda mais o valor do título brasileiro. Será bem disputado. É excelente jogar o torneio perto de casa, poder voltar ao Brasil e competir tendo a família por perto. Acredito que não terei muita torcida especial, mas a família estará lá para apoiar, com certeza”, avisa Vitor Ishiy, terceiro melhor brasileiro no ranking mundial de tênis de mesa, que briga diretamente por uma das vagas na Seleção olímpica.

Entre os paralímpicos, a rivalidade é igualmente acirrada. Além de quase todos os grandes nomes que participaram dos Jogos Parapan-Americanos de Lima, atletas que ocupam as primeiras colocações de suas classes no ranking mundial e não foram ao Parapan, como Bruna Alexandre e Israel Stroh, estarão presentes em São Paulo.

SP após quase duas décadas

Esta será a oitava vez que a cidade de São Paulo recebe uma edição do Campeonato Brasileiro. A primeira foi em 1954, mas quem fez a festa foram os cariocas, que venceram as duas competições por equipes, o individual feminino (Nakma Cruz) e a disputa de duplas feminina (Dinah Bôscoli e Nakma Cruz), com os paulistas levando a melhor apenas no individual masculino (Fernando Olazarri).

Na última vez que o Brasileiro foi disputado em São Paulo, em 2003, os paulistas levaram a melhor entre equipes masculinas, clubes feminino (Estrela de Ouro/Santos F.C/PMS) e individual feminino (Lígia Silva). Lígia atuava por São Paulo, mas é natural do Amazonas, que também brilhou naquela disputa, com os títulos de clubes masculino (A.A.Nilton Lins) e individual masculino (Israel Barreto).

O último Brasileiro aconteceu em Concórdia (SC), em dezembro do ano passado. Hugo Calderano e Lin Gui foram os campeões individuais do Absoluto. Nenhum dos dois poderá defender o título: o primeiro estará disputando as finais do Circuito Mundial, enquanto a segunda se aposentou do tênis de mesa e está morando na China.

Os maiores vencedores do Absoluto não serão alcançados nesta edição. No masculino, o recordista é Hugo Hoyama, com sete títulos. Israel Barreto, com cinco, e Gustavo Tsuboi, com três, são os atletas em atividade que mais se aproximam. No feminino, a distância é bem maior. Lígia Silva venceu 11 Brasileiros e Jessica Yamada é a atleta em atividade que mais chega perto, com duas conquistas.

Grande estrutura

O investimento total no evento, incluindo os recursos próprios e de demais fontes, gira em torno de R$ 400 mil. As competições individuais, de clubes e equipes estaduais terão cerca de 60 horas de duração, distribuídos entre os cinco dias de torneio.

O Brasileiro conta com 40 mesas, sendo 30 de competição e dez de aquecimento. Quarenta árbitros e oficiais estarão trabalhando neste torneio. Os jogos utilizarão cerca de 500 bolinhas e os atletas e membros de comissões técnicas deverão consumir cerca de 10 mil refeições.

Confira a programação:

Quarta-feira – 8h às 20h – Seleções Estaduais Olímpicas e Paralímpicas e Brasileiro Interclubes Olímpico

Quinta-feira – 8h às 22h - Brasileiro Interclubes Olímpico e Paralímpico

Sexta-feira – 8h às 22h – Brasileiro Individual Olímpico (super pré-mirim, infantil e juventude) e paralímpico (todas as classes)

Sábado – 8h às 22h – Brasileiro Individual Olímpico (pré-mirim, mirim, juvenil, veteranos, sênior, lady e Absolutos).

Domingo – 8h às 15h – Brasileiro Individual Olímpico (sênior, lady e Absolutos).

 

FATO&AÇÃO COMUNICAÇÃO

Assessoria de Imprensa da Confederação Brasileira de Tênis de Mesa - CBTM

Claudia Mendes - claudia@fatoeacao.com
Nelson Ayres – nelson@fatoeacao.com

imprensa@cbtm.org.br
fatoeacaocomunicacao@gmail.com

 

Siga a CBTM nas redes sociais:

FACEBOOK: www.facebook.com/cbtenisdemesa

TWITTER: www.twitter.com/cbtm_tm

INSTAGRAM: @cbtenisdemesa